Como um Pai Ensina a seus Filhos o Tawhid?

Como um Pai Ensina a seus Filhos o Tawhid?

Foi perguntado para o Shaykh Allama Muhammad bin Salih al-Uthaymin -Rahimullaah:

Como é que um pai ensina a seus filhos o Tawhid?


Ele respondeu:

Ele os ensina o Tawhid assim como ensina outros assuntos do Din. Dentre os melhores sobre este tema é o livro “Os três princípios” por Shaykh-ul-Islam Muhammad bin Abdulwahab. O pai deve fazê-los memorizar o livro e explicar-lhes os seus significados de forma adequada para a compreensão de seus intelectos.

Certamente, há muita bondade nisso. Esta consequência ocorre porque este livro é construído sobre perguntas e respostas, e apresenta expressões fáceis, que não têm complexidade.

Em seguida, o pai mostra aos filhos os versículos de Allah, Louvado seja (Seus sinais) para que eles possam, de forma prática, implementar o que é mencionado neste pequeno livro.

Por exemplo, o sol; o pai pergunta, quem o criou? Da mesma forma a lua, as estrelas, a noite e o dia, você diria às crianças:

“O sol, quem o criou? Allah. A lua? Allah; a noite? Allah; o dia? Allah. Allah – Azza wa Jal – criou tudo isso. É assim que se pode regar a árvore da Fitrah (a disposição natural) porque o próprio ser humano foi criado com a sua disposição natural sobre o Tawhid de Allah – Azza wa Jal.

Como o Profeta -sallAllaahu alayhi wa sallam- disse:

“Todo recém-nascido nasce sobre a Fitrah (disposição natural), por isso é que são seus pais que transformam-no em um judeu ou em um cristão ou em um Majus (adorador do fogo).”

Além disso, o pai os ensina o Wudu (ablução – purificação ritualística); como fazer Wudu por demonstração, dizendo: Assim é como se faz o Wudu; e ele executa o Wudu na frente dele.

Da mesma forma o Salah (oração), juntamente com a solicitação de ajuda com Allah, o Altíssimo; pedindo Allah – Azza wa Jal – por orientação para eles. Além disso, que se mantenha longe de qualquer declaração que se oponha a um bom comportamento ou a uma ação proibida, por isso o pai não deve acostumar os filhos a mentir, enganar ou trair e nem habituar-se às maneiras baixas.

Mesmo que o pai seja testado por suas próprias ações proibidas, como se ele for tabagista, ele não deve fumar na frente dos filhos, porque as crianças irão se acostumar com isso e se tornarão propensos ao mesmo erro.

Deve-se saber que todos os homens de uma comunidade familiar são responsáveis pelas pessoas da casa, devido a palavra de Allah Tabaraka wa Ta’ala:

<<Ó vós que credes! Guardai-vos, a vós mesmos e as vossas famílias, de um Fogo (Inferno)>> (Tahrim 6:66)

Não podemos protegê-los contra o Fogo totalmente, mas podemos acostumá-los às ações justas e ensiná-los a não praticarem as más ações. O Mensageiro de Allah – sallAllaahu alayhi wa sallam – afirmou em seu dito:

“Um homem é um pastor para sua família e ele é responsável por seu rebanho.”

Um pai deve saber que ser justo é benéfico para ele e seus filhos, neste mundo e no outro, pois seus filhos acompanharão seus exemplos e também serão pessoas justas. E certamente, a mais próxima das pessoas para seus pais e mães são os filhos justos, homens ou mulheres.

“Quando uma pessoa morre suas ações cessam com exceção de três: a caridade contínua, ou conhecimento de que as pessoas se beneficiam, ou um filho virtuoso que suplica por ele.”

“Pedimos a Allah, o Altíssimo, para ajudar a todos nós mediante a realização da confiança e responsabilidade.”

[Silsilah Noor ala Darb. Fita: 350 lado A]

Pais e Mães Muçulmanos