Jihad: Conceito e Definições

Jihad: Conceito e Definições

Jihad é a adoração mais alta no Islam, disse o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Uma adoração obrigatória para nação anterior e também para o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

Definição: Jihad significa grande esforço.


Ex.: Como levantar uma pedra grande, nós usamos de muito esforço, assim é o Jihad. Não podemos dizer que é Jihad quando não há esforço, como levantar uma caneta. Então Jihad é esforço para alcançar algo.

Religiosamente: significa fazer esforço para espalhar ou levantar a palavra de Allah com palavras, atos ou dinheiro.

O profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: Meu povo faça Jihad contra os incrédulos, com palavras, atos (luta) ou dinheiro.

No Alcorão está escrito: lutar contra os incrédulos com ele (Alcorão). Quer dizer, para nós com grande esforço, explicar, estudar, argumentar, ensinar e recitar o Alcorão.

Está escrito no Alcorão: endurecer para com eles (os incrédulos e hipócritas), então o profeta lutou contra os incrédulos e os hipócritas com espada, ele se esforçou para esclarecer e ensinar, e estes dois tipos são Jihad.

Existem 4 Jihad:

1- Jihad da alma (neste Jihad existem 4 tipos):

1ª- O Jihad de aprender: Aprender a religião de Allah, pois a alma tem que ser ensinada a fazer o bem, porque esta tem vontades mundanas. Então devemos treiná-la a buscar conhecimento e isso exige muito esforço.

2ª- Jihad da prática: É se esforçar para praticar tudo que aprendeu da religião de Allah, fazendo o lícito e deixando o ilícito.

3ª- Jihad Dawa: É chamar as pessoas para aprender e praticar a religião de Allah, e ensinar tudo o que você aprendeu e pratica.

4ª- Jihad da paciência: Pois quando você aprende, pratica e chama as pessoas para fazer o mesmo, muitas coisas podem te impedir ou obstruir seu caminho.

“E não voltes, com desdém, teu rosto aos homens, e não andes, com jactância, pela terra. Por certo, Allah não ama a nenhum presunçoso, vanglorioso. E modera teu andar e baixa tua voz.” (Luqman: 17-18)

“Pelo tempo! Por certo, o ser humano está em perdição, exceto os que crêem e fazem as boas obras e se recomendam, mutuamente, a verdade, e se recomendam, mutuamente, a paciência” (Al ‘Asr)

2 – Jihad do Satanás (neste jihad existem 2 tipos):

1ª- Dúvida: Satanás desvia os humanos através da dúvida, quando a pessoa tem dúvidas quanto ao caminho certo ou quanto a Allah, então Satanás coloca mais dúvidas no coração da pessoa para desviá-la. Neste caso, a pessoa deve pedir proteção de Allah e buscar o conhecimento para aumentar a certeza em seu coração, através de muito esforço.

2ª- Desejo: Quando a pessoa tem certeza sobre o caminho e sobre Allah, mas ela ainda tem desejos. Desejos de ouvir música, namorar, beber bebidas alcoólicas, comer carne de porco, etc… Então Satanás mostra estas coisas ilícitas como sendo coisas legais, bonitas, divertidas. Devemos pedir a proteção de Allah e ter paciência, afastando das coisas ilícitas que Allah não aprova.

Quando o servo, com esforço, conseguir tanto o conhecimento quanto a paciência, Allah o coloca como exemplo – assim, as pessoas, vendo este servo, ficam motivadas a praticar o lícito e assim receber recompensa, e o servo que motivou também recebe recompensa por ter sido exemplo.

3 – Jihad contra os hipócritas: O profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) lutou contra os hipócritas, esclarecendo as dúvidas que eles colocavam no povo (há 4 tipos neste Jihad):

1ª- Jihad do coração: devemos odiá-los, pois eles querem acabar com a religião de Allah.

2ª-Jihad da língua: Neste Jihad lutamos esclarecendo as dúvidas que eles colocam nas pessoas, e alertando nossos irmãos muçulmanos sobre o perigo dos hipócritas.

3ª- Jihad das mãos: Quando você tem poder, como pai, mãe, diretor de escola, então você determina regras e limites e não permite coisas erradas.

4ª- Jihad do dinheiro: Ajuda financeira a projetos (impressão de livros, facilitação de bolsas de estudos ou afins) tudo para esclarecer ou facilitar a religião.

4 – Jihad contra os incrédulos: É a mesma regra da contra os hipócritas (neste Jihad existem 2 tipos):

1ª- Jihad defensivo: Este Jihad acontece quando os incrédulos atacam os países muçulmanos ou quando atacam outros países e os muçulmanos não ajudam. Regra: Este Jihad é obrigatório, todos devem participar, pois estão sob ataque. Quando os que vão lutar forem suficientes, então os outros (países) podem apenas apoiar a luta à distância. Porém, se estes não forem suficientes, todos os países muçulmanos devem ajudar, tornando-se obrigatório para eles também. Também ficamos obrigados a lutar quando um país não muçulmano (incrédulo) for atacado injustamente, pois somos uma nação que pratica a bondade e defende a justiça e devemos defender até os animais.

2ª- Jihad ofensivo: Este jihad não serve para nós nos dias de hoje, pois para se fazer este Jihad é necessário união, condições específicas e preparação. Então, quando alguém chama para este Jihad hoje em dia, esta pessoa está fazendo uma coisa sem lógica. Para este tipo de Jihad deve se ter muita sabedoria, pois o objetivo deste Jihad é fazer a palavra de Allah chegar até as outras sociedades, por isso ele é permitido. Devemos compreender que este Jihad é apenas um meio para que a palavra de Allah chegue a determinado local, pois o nosso objetivo é esse, então, se não houver resistência do governo, não se deve adotar este Jihad. Este Jihad não é para obrigar ninguém a entrar no Islam, mas para que possamos fazer Dawa, para que as pessoas possam escutar a palavra de Allah. De qualquer forma, antes de atacar devemos ter paciência e tentar, de todas as formas, resolver o problema sem guerra, só devemos guerrear em último caso.

Jihad na Jurisprudência

Jihad na Adoração: Oração, jejum, Zakat, etc… Tudo na vida cotidiana e mundana é permitido, exceto o que foi proibido (revelada a proibição) e na vida religiosa nada é permitido, exceto o que foi ordenado (revelada a obrigação da prática). Não podemos ter um dia sem oração, pois ela é obrigatória e diária (todas as 5 vezes ao dia), mas o Jihad só toma lugar quando é realmente necessário. O Jihad pode ser modificado e adaptado para que fique melhor, mas a oração não pode mudar nada. E este é apenas um exemplo do que mencionamos: podemos adaptar uma ação mundana, mas nunca poderemos fazer o mesmo com uma ação religiosa.

Todo Jihad tem recompensa, mas o Jihad com espada é o que dá a maior recompensa, a ponto de ser a maior adoração no Islam.

Jihad murtadin: Este Jihad é contra as pessoas que saem do Islam. Quem são estas pessoas? São pessoas que lutam para derrubar o sistema Islâmico. Ex.: Se 1 e 2 cidades de um país islâmico se rebelam, então devemos lutar contra elas, pois elas poderão adquirir força. Mas se for um grupo pequeno ou uma pessoa apenas, então não haverá luta, pois não há risco de que o movimento adquira força.

Jihad bughaat: Quando alguém que tem força e quer tomar o poder. Ex.: Quando existe um Califa (e este é um Califa por direito e aceitação dos muçulmanos) e outra pessoa quer tomar o poder. Neste caso devemos lutar até o poder voltar ao verdadeiro Califa.

Resumo de uma aula do Shaikh ‘Alama Muhammad ad-Dadu’, compilado por Bruno Maciel e adaptado por Letícia de Paula

Tawhid Uncategorized