Abandonar a Oração causa Angústia e Ansiedade

Abandonar a Oração causa Angústia e Ansiedade

Pergunta: Eu sou uma jovem de 23 anos e para ser honesta eu não rezo, e se eu rezo, eu não ofereço todas as orações obrigatórias.


Eu também ouço música, mas isso está me deixando de mal humor e Allah está vendo. Eu quero rezar, eu quero obedecer a Allah e temê-Lo, eu tenho orgulho de ser muçulmana, meu Deus é Allah, sozinho, sem parceiros, e eu amo o profeta Muhammad e sua maneira (Sirah) de vida, que me influencia quando eu a ouço. Todo louvor é para Allah que me honrou com uma peregrinação menor (‘Umrah) este ano, e eu fiquei feliz por isso, mas eu sinto que estou tendo um coração duro e que não há diferença entre mim e os não-muçulmanos porque eu não estou rezando. Eu tentei muitas vezes manter minhas orações mas eu não sei porque isto continua acontecendo comigo, eu sei que não tenho rezado há muito tempo e me sinto ignorante sobre muitas questões islâmicas. Eu sinto que Allah não irá aceitar nenhuma das minhas ações, orações, caridade, peregrinação, ou qualquer outro dever islâmico, eu sinto que meu destino é certamente o inferno. Eu preciso de alguém que segure minha mão, me aconselhe e me ajude a sair deste fracasso. Eu odeio estar nesta situação!!

Além disso existe outro problema; Eu acho que perdi alguns dias de jejum no mês do Ramadan sem desculpa para deixar de jejuar!!

Para ser sincera eu não tenho certeza se esses dias foram no Ramadan ou Shawwal, como é um hábito em nossa casa jejuar os seis dias do mês de Shawwal todo ano, então eu estou confusa. Este problema aconteceu comigo quando eu estava no caminho de Allah, eu sei que quem quebra seu jejum sem uma desculpa válida em um dia do Ramadan, Allah não aceita seu jejum para sempre, e ele deve se arrepender, então o que eu devo fazer?

Por favor me ajude e me ilumine, por favor, eu estou muito desesperada, que Allah adicione isto às suas boas ações e te recompense.

Resposta: 

Louvado seja Allah.

É essencial primeiramente definir a causa do problema, em seguida você irá adiante e lidará com ele. Se você nos pede para ajudá-la a defini-lo, nós diríamos que o problema está em você mesma e em nada mais. A ajuda que os outros oferecerem a você nunca terá benefício a não ser que você tome passos em direção à salvação.

Os sentimentos que você expressa em sua questão indica que os elementos da retidão estão presentes em seu caso, pois o crente é aquele que julga e repreende a si mesmo, e parece que você está fazendo isto.

O crente tem medo de suas falhas e pecados, e olha para eles como uma montanha que está para cair sobre ele. Parece que você se sente desta forma também.

O crente mantém seu Islam e sua fé com alta estima, e é orgulhoso de fazer parte desta excelente religião, e ele ama seu Profeta Muhammad ? – e sua carta mostra isso claramente.

Então como podem todas estas qualidades estar presentes em alguém que falha no mais importante dever religioso, que é a oração?

Nós não temos nenhuma explicação para isto exceto uma pobre auto administração e uma falta de autocontrole. Além disso, fazer a oração não exige tanto esforço ou quantidade de tempo. São apenas alguns minutos no qual a pessoa está sozinha com seu Senhor, pedindo a Ele que preencha suas necessidades e apresentando suas queixas sobre seu pesado fardo e suas preocupações mundanas, e expressando seu anseio por Ele e Sua misericórdia.

Se nós não podemos aguentar manter o compromisso destes poucos minutos, então como podemos pensar que poderemos ter sucesso em nossas vidas? Autodisciplina requer compromisso e determinação, e nosso Senhor não sobrecarregou, a nós muçulmanos, com carga superior ao que podemos suportar, nem mesmo nos sobrecarregou com qualquer coisa que é muito difícil para nós; Ele ama aceitar nosso arrependimento e facilitar as coisas para nós.

Allah disse:

“Allah vos deseja a comodidade e não a dificuldade.” [Qur’an 2:185]

“Allah tenciona elucidar-vos os Seus preceitos, iluminar-vos, segundo as tradições dos vossos antepassados, e absolver-vos, porque é Sapiente, Prudentíssimo. Allah deseja absolver-vos; porém, os que seguem os desejos vãos anseiam vos desviar profundamente. E Allah deseja aliviar-vos o fardo, porque o homem foi criado débil.” [Qur’an 4:26-28]

A oração é uma misericórdia que Allah tem ordenado sobre nós por sua generosidade e bondade. Aquele que adere a ela e reza regularmente e apropriadamente verá a generosidade de Allah para conosco, a qual Ele decretou sobre nós, e irá entender que aquele que é verdadeiramente desprovido é aquele priva a si mesmo de aproveitar o contato com Allah, Exaltado seja.

Foi narrado por Abu Hurayra (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “A oração é a melhor das coisas prescritas, então aquele que é capaz de rezar muito, que ele o faça.” [Narrado por al-Tabarani (1/84); classificado como autêntico por al-Albani no Sahih al-Targhib (390)]

Veja o que Allah diz depois dos versos nos quais Ele ordenou a purificação para a oração:

“Allah não deseja impor-vos carga alguma; porém, se quer purificar-vos e agraciar-vos, é para que Lhe agradeçais.” [Qur’an 5:6]

O Profeta ?, aquele que você ama assim como sua Sirahh (vida), disse: “Meu prazer está na oração.” [Narrado por al-Nasa’i (3940); classificado como hasan (bom) por al-Hafiz ibn Hajar no al-Talkhis al-Habir (3/116) e classificado como autêntico por al-Albani no Sahih al-Nasa’i]

Como pode um crente concordar em perder esta bondade e bênçãos?

Ibn al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“Ai de mim! Como pode uma pessoa desperdiçar seu tempo e viver sua vida desprovida de sentir esta fragrância, e deixar este mundo como entrou nele, sem ter provado o melhor que ele tem a oferecer, e ter vivido nele como um animal burro, deixando-o como uma pessoa falida. Ela viveu uma vida de impotência, ela morreu uma morte de tristeza e sua ressurreição será perda e remorso. Ó Allah, louvado sejas, a Ti nós nos queixamos, Tu és Aquele de quem buscamos ajuda, a Ti nós pedimos auxílio, em Ti nós colocamos nossa confiança, e não existe poder e força a não ser em Ti.” [Tariq al-Hijratayn (p. 327)]

Eu não estou dizendo isto para aumentar o desespero que você sente, mas para que você se esforce para libertar-se dele. Ele tem caído sobre você apenas porque você tem falhado na mais fácil das obrigações, então você deve saber que você está ainda mais incapaz de fazer as outras coisas obrigatórias.

Você não deve deixar nenhum espaço em sua vida para o desespero em relação a Allah. Você deve entender que Ele odeia quem se desespera:

“E quem desespera da misericórdia do seu Senhor, senão os desviados?” [Qur’an 15:56]

E Ele ama aqueles dentre Seus servos que são otimistas em relação à Sua misericórdia e graça. Pois por sua imensa bondade Ele perdoa os erros, em verdade Ele diz:

“Salvo aqueles que se arrependerem, crerem e praticarem o bem; a estes, Allah computará as más ações como boas, porque Allah é Indulgente, Misericordiosíssimo. Quanto àquele que se arrepender e praticar o bem, converter-se-á a Allah sinceramente.” [Qur’an 25: 70-71]

Um sábio disse: “Nada traz esperança a não ser as boas ações.”

Você nunca escapará da armadilha do desespero, na qual o shaytan tem feito você cair a não ser que se esforce e tente se comprometer com a justiça, mesmo que você falhe um pouco no começo.

Allah diz:

“E não desespereis quanto à misericórdia de Allah, porque não desesperam da Sua misericórdia senão os não-muçulmanos.” [Qur’an 12:87]

Esperança significa que a pessoa deve trabalhar e se esforçar muito para o que quer que ela espera que aconteça, mas desespero significa que ela será preguiçosa e devagar. O melhor que esta pessoa poderá esperar é a generosidade, bondade, misericórdia e graça de Allah.

“Certamente ninguém se desespera da misericórdia de Allah, a não ser o descrente” – porque por causa de sua descrença, eles pensam que a misericórdia de Allah é improvável, e que Sua misericórdia está longe deles. Então não seja como os descrentes. Isso indica que quanto mais fé a pessoa tem, mais esperança esta terá pela misericórdia e graça de Allah. [Tafsir Ibn Sa’di]

A primeira coisa que você deve fazer é se tornar ansiosa para oferecer as orações regularmente em seu devido tempo, como você se sentiria ansiosa para outro assunto mundano como comer, beber, estudar, casar e assim por diante. Toda ação é precedida por interesse e pensamento. Uma das primeiras gerações se esforçou muito para fazer muitas orações voluntárias, até Thabit al-Banani (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “Eu me esforcei em fazer a oração noturna por 20 anos, e eu as aproveitei pelos 20 anos seguintes.”

Estes pensamentos e interesse não serão suficientes a não ser que você foque nos meios que te ajudarão a rezar regularmente e pensar sobre as maneiras de te fazer aderir ao que Allah fez obrigatório. O ser humano possui a grande habilidade de escolher os meios que o ajudarão a alcançar o que ele quer.

Se esforce para levantar imediatamente, assim que ouvir a voz do chamado para a oração dizendo Allah é o maior, e lembre-se que Allah é maior que tudo neste mundo pelo qual você tem se distraído. Então vá para o local de oração e reze o que Allah determinou para você. Não se esqueça de fazer a súplica que nosso Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) nos ensinou: “Allahuma a’inni ‘ala dhikrika wa shukrika wa husni ‘ibadatika (Ó Allah, ajuda-me a recordar de Ti, a agradecer-Te e a adorar-Te apropriadamente)”.

Você diz que sua família é ansiosa por jejuar nos 6 dias do mês de Shawwal, e este é um sinal de bondade e retidão que irá ajudá-la a oferecer suas orações no tempo devido, quando você ver sua mãe e seus irmãos se levantando nesta época. Louve a Allah por isto; quantas reclamações chegam dos filhos das famílias que batem neles para impedi-los de rezar e usar o véu, mas Allah te honrou com uma família que pode te ajudar a temer a Allah.

Mantenha a companhia de garotas que rezam e são virtuosas, e peça a elas que te ajudem com as orações, lembrando e encorajando você a fazê-las. Talvez esta seja a melhor ajuda para você.

Finalmente, tome cuidado com os pecados, pois eles são a raiz de todos os problemas. Um pecado leva a outro pecado, e assim por diante, até que eles acumulam e destroem o homem, fazendo com que seja muito difícil para ele rezar e desprovendo ele da sua luz e bênção. Nós pedimos a Allah que nos mantenha sãos e salvos.

Ibn al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“Pecados geram mais pecados, e um leva ao outro, até que eles dominam o homem e ele percebe que é muito difícil se arrepender deles. Como uma pessoa das primeiras gerações disse: Uma das punições pelas más ações são mais más ações, e uma das recompensas pelas boas ações são mais boas ações.” [Al-Jawab al-Kafi (p. 36)]

Em seguida:

Em relação à sua pergunta sobre o jejum no Ramadan e que você está em dúvida se jejuou ou não alguns dias, sem desculpa, nós dizemos a você: Não preste nenhuma atenção às dúvidas, se parece mais provável para você que você fez este ato de adoração no devido tempo com sua família. Pensar em algo como mais provável é suficiente para absolver alguém do seu dever, e a dúvida não serve para nada depois disto.

Na Fatawa al-Lajnah al-Da’imah (7/143) diz:

“As dúvidas depois de haver terminado de circundar a Kaba, sa’i (andar entre os montes Safa e Marwah) e rezar devem ser ignoradas, porque o que parece ser o caso é que o ato de adoração está válido.”

O Shaykh Ibn ‘Uthaymin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“Se a dúvida vier após o término do ato de adoração, então não se deve prestar atenção nela, assim como não há certeza sobre a questão.” [Majmu’ Fatawa al-Shaykh al-‘Uthaymin (14/questão nº 746).

Além do mais, se o jejum deixar de ser observado sem uma desculpa válida, não há expiação a ser feita por ele, ao invés disso a pessoa deve se arrepender e buscar perdão.

Eu peço a Allah que decrete sua recompensa para você e te faça constante em aderir à verdade e ao Islam, e te proteja do maldito shaytan.

E Allah sabe mais.

Fonte: IslamQA

Sobre a Alma