Khadija – a 1° esposa do Profeta ﷺ

Khadija – a 1° esposa do Profeta ﷺ
Compartilhe

O nome e a linhagem de Khadija

Ela era Khadija bint Khuwaylid ibn Asad al-Qurashiyyah, e sua mãe era Fatimah bint Zaidah al-Amiriyyah. Seu apelido era Umm al-Qasim e, na era pré-islâmica, ela era conhecida como “al-Tahirah” (a pura). Ela é a mãe dos crentes, a primeira esposa do Profeta Muhammad ﷺ e a mãe de seus filhos. Ela foi a primeira pessoa a acreditar nele e a confirmar sua missão profética quando Allah lhe revelou Sua Mensagem. Ela o apresentou ao seu primo Waraqah ibn Nawfal, que o informou que ele era o profeta da nação.

O nascimento e a educação de Khadija

Khadija, que Allah esteja satisfeito com ela, nasceu em Makkah no ano sessenta e oito antes da Hégira (migração para Madinah). O Profeta Muhammad ﷺ era quinze anos mais novo que ela. Ela foi criada em uma família nobre e proeminente, o que a tornou uma pessoa da nobreza da tribo Quraysh.

A riqueza de sua família e a reputação de seus ancestrais eram bem conhecidas em toda a Península Arábica. Todos os anos, ela enviava homens em expedições comerciais à terra de Sham (Grande Síria). Ela demonstrou precisão e discernimento na seleção de indivíduos confiáveis ​​para salvaguardar sua riqueza e garantir retornos lucrativos. Escolheu comerciantes experientes e honestos, conhecidos por sua honestidade, integridade e pureza de caráter.

Quando ela ouviu falar da honestidade e integridade de Muhammad ﷺ e da profundidade de seu discurso, ela se ofereceu para enviá-lo em uma viagem comercial à terra de Sham. Ele embarcou nesta jornada para o mercado de Busra em Hauran em nome dela e voltou com muitos lucros. O que chamou a atenção dela foi seu caráter exemplar, sua modéstia e sua confiabilidade. Ela se sentiu atraída por ele e o desejava como marido.

Maridos e filhos de Khadija Bint Khuwaylid antes de se casar com o Profeta ﷺ

Antes de se casar com o Profeta Muhammad ﷺ, Khadija, a mãe dos crentes, foi casada duas vezes e, desses casamentos, teve quatro filhos:

  • Atiq bin Abid bin Mukhzum: Khadija teve uma filha chamada Hind deste casamento. Hind abraçou o Islam e se casou, mas não há menção de ela ter narrado qualquer hadith do Profeta ﷺ.
  • Abu Halah bin Zurarah al-Asadi al-Tamimi (Malik bin al-Nabash): Khadija também teve um filho chamado Hind deste casamento. Hind ficou conhecido por sua narração das características do Profeta. Abu Umar disse sobre ele: “Ele era eloquente e articulado. Ele descreveu o Profeta ﷺ de maneira bela e precisa”. Hind foi martirizado ao lado de Ali ibn Abi Talib durante a Batalha do Camelo. Khadija também teve uma filha chamada Hala neste casamento, que abraçou o Islam.

Após a morte de seu segundo marido, Khadija absteve-se de aceitar propostas de casamento e recusou todos aqueles que buscaram sua mão em casamento. Apesar de seu status, riqueza e beleza, muitos homens dos coraixitas e da nobreza pediram sua mão em casamento e ofereceram dotes substanciais, mas ela recusou o casamento com qualquer um deles.

Khadija estava profundamente envolvida no comércio e na expansão de sua riqueza. Ela contratou homens para conduzir o comércio em seu nome, escolhendo indivíduos experientes e confiáveis, conhecidos por sua honestidade, integridade e pureza de caráter. Sua tribo se tornou conhecida pelo comércio com as terras de Sham (Grande Síria) e do Iêmen, tanto no verão quanto no inverno. Allah os descreveu no Alcorão:

“Pelo convênio dos coraixitas, o convênio das viagens de inverno e de verão! ” (Alcorão, Surah Quraysh, 106:1-2).

O casamento de Khadija com o Profeta ﷺ

O Profeta Muhammad ﷺ casou-se com Khadija, que Allah esteja satisfeito com ela, aproximadamente quinze anos antes da revelação do Alcorão. Na época do casamento, Khadija tinha cerca de quarenta anos, e o Profeta Muhammad ﷺ tinha vinte e cinco anos. O casamento deles foi arranjado pelo tio de Khadija, Amr ibn Asad.

A razão do casamento foi que Khadija, uma mulher de linhagem nobre, riqueza e perspicácia empresarial, costumava contratar homens para negociar em seu nome nos mercados de Sham (Grande Síria). Ela tinha ouvido falar do caráter impecável, da honestidade no discurso e da confiabilidade do Profeta. Então, ofereceu-lhe uma proposta comercial para negociar em seu nome no Sham, prometendo pagar-lhe o dobro do valor que pagava a outros comerciantes. O Profeta ﷺ  aceitou sua proposta.

Acompanhado por um jovem chamado Maisarah, o Profeta ﷺ  viajou com a caravana comercial de Khadija para a região de Sham. Eles se abrigaram debaixo de uma árvore perto do eremitério de um monge. O monge perguntou sobre o Profeta e, sabendo que ele era da tribo Quraysh, comentou:

“Ninguém jamais para debaixo desta árvore, exceto um profeta”.

Durante a viagem, o Profeta conduziu um comércio bem-sucedido, obtendo o dobro dos lucros habituais. Maisarah informou Khadija sobre seu próspero empreendimento comercial, o que a encantou. Ela enviou uma mensagem ao Profeta, expressando sua admiração por seu caráter, linhagem nobre e confiabilidade.

Khadija propôs casamento ao Profeta e, quando ele aceitou, ela buscou a aprovação de seus tios: Abu Talib, Hamza e Abbas. Eles abordaram o tio de Khadija, que concordou com a proposta de casamento, e o Profeta Muhammad ﷺ se casou com Khadija. Esta união marcou o início de um casamento amoroso e solidário entre o Profeta e Khadija, que perdurou até a morte dela.

Os Filhos de Khadija e do Profeta ﷺ

Khadija, que Allah esteja satisfeito com ela, deu à luz vários filhos do Profeta Muhammad ﷺ após seu casamento abençoado. Essas crianças incluíam:

  • Zainab: a filha mais velha do Profeta ﷺ e Khadija.
  • Ruqayyah: a segunda filha.
  • Umm Kulthum: a terceira filha.
  • Fatimah al-Zahraa: a filha mais nova do Profeta ﷺ e de Khadija e é conhecida por sua notável piedade e status entre os crentes.

Além disso, Khadija deu à luz dois filhos:

  • Qasim: Ele foi o primeiro filho do Profeta ﷺ e Khadija e recebeu o apelido de “Abu al-Qasim”.
  • Abdullah: Também conhecido como “al-Tayyib” e “al-Tahir”, ele era o segundo filho do Profeta ﷺ e de Khadija.

Infelizmente, tanto Qasim quanto Abdullah faleceram ainda jovens. Vale a pena mencionar que todos os filhos do Profeta, exceto seu filho Ibrahim, nasceram de Khadija. Ibrahim nasceu filho de Maria, uma concubina.

As virtudes de Khadija

A primeira pessoa com quem o profeta buscou refúgio após receber a revelação

Após a primeira revelação ter chegado ao Profeta ﷺ enquanto ele estava na Caverna de Hira, ele buscou refúgio com Khadija (que Allah esteja satisfeito com ela). Assustado e oprimido pela experiência, ele pediu que ela o cobrisse, e ela o confortou até que seu medo diminuísse. Ele, então, informou-a sobre o que havia acontecido e como ele temia por sua vida. Em resposta, Khadija o tranquilizou, dizendo:

“Não, por Allah, Ele nunca irá desonrar-te. Tu manténs boas relações com teus amigos e parentes, ajuda os pobres e desamparados, serve teus convidados generosamente e ajuda os que sofrem calamidades.”

Khadija o levou até seu primo Waraqah ibn Nawfal, que conhecia a Torá e a Bíblia. Waraqah confirmou a Muhammad ﷺ que ele havia sido escolhido como profeta.

A primeira entre as mulheres a abraçar o Islam

Khadija foi a primeira pessoa a abraçar o Islam e a acreditar no que foi revelado a Muhammad ﷺ. A sua fé e apoio foram fundamentais nos primeiros dias do Islam.

Seu apoio e confirmação do profeta ﷺ

Khadija desempenhou um papel crucial na confirmação da missão profética de Muhammad ﷺ e no apoio a ele. Ela ficou ao seu lado e aliviou seu fardo quando as pessoas rejeitaram e negaram sua mensagem. Ela forneceu consolo e conforto para ele.

Khadija, uma das melhores mulheres do paraíso

Khadija está entre as melhores mulheres do Paraíso, e Allah combinou suas virtudes com as de Maria, filha de Imran. O Profeta ﷺ disse: “A melhor das mulheres é Maria, a filha de Imran, e a melhor das mulheres é Khadija, a filha de Khuwaylid”.

A paz de Allah esteja sobre ela

Allah enviou-lhe paz através do anjo Gabriel, e ela foi informada pelo Profeta que tinha uma casa no Paraíso feita de pérolas ocas, sem qualquer ruído ou inconveniente.

O Profeta não se casou com mais ninguém durante sua vida

O Profeta ﷺ não se casou com nenhuma outra mulher enquanto Khadija viveu porque ela satisfazia todas as suas necessidades e ele tinha um amor especial por ela. Esta virtude era exclusiva de Khadija entre as esposas do Profeta.

Características de Khadija

Castidade e Pureza

Castidade e pureza foram as qualidades proeminentes que definiram Khadija (que Allah esteja satisfeito com ela). Na sociedade pré-islâmica repleta de imoralidade e transgressões, ela era conhecida como “Al-Tahira”, o que indica que ela havia alcançado um nível de pureza e castidade digno de tal título. Esta pureza é semelhante à forma como o Profeta Muhammad ﷺ era conhecido como “Al-Sadiq Al-Amin” (o verdadeiro e confiável) na mesma sociedade, onde era raro encontrar indivíduos com tais qualidades.

Sabedoria e Prudência

Khadija era conhecida por sua determinação e inteligência. Isto ficou evidente na sua capacidade de gerir os seus negócios, na sua sábia escolha de casar com o Profeta ﷺ e na forma como se apresentou a ele, preservando a sua dignidade e elevando o seu status. Sua aceitação à revelação e a sua compreensão deste evento extraordinário, livre de superstições, juntamente com sua eloquência em tranquilizar e confortar o Profeta ﷺ, refletiu sua sabedoria.

Paciência diante da adversidade e apoio ao profeta ﷺ

Esta mulher sábia não vacilou na sua confiança no Profeta ﷺ ou na sua missão, mesmo quando isso fez com que alguns membros da sua família se ressentissem dele e maltratassem ambos, como se viu no divórcio das suas filhas. Em vez disso, a sua paciência e orações levaram Allah a substituí-los por cônjuges mais virtuosos e prósperos. O contentamento de Khadija, as suas intenções e a sua firmeza durante o período do cerco, juntamente com o seu apoio contínuo ao Islam e aos muçulmanos, destacam o seu compromisso inabalável com a fé.

A morte de Khadija Bint Khuwaylid

Khadija, que Allah esteja satisfeito com ela, faleceu no décimo ano após o início da missão profética. Isto ocorreu durante o período do boicote econômico e social contra o clã Banu Hashim. Na época de seu falecimento, Khadija tinha cerca de sessenta e cinco anos. Ela foi enterrada no cemitério de Hujun, e o Profeta Muhammad ﷺ participou de seu enterro. No entanto, nenhuma oração fúnebre foi realizada, pois não era obrigatória. A sua morte ocorreu pouco depois do falecimento do tio do Profeta, Abu Talib.

O ano da morte de Khadija foi conhecido como o “Ano da Tristeza” devido às consecutivas tragédias que se abateram sobre o Profeta, incluindo a perda de seu tio e depois de sua amada esposa.

É importante notar que o Profeta Muhammad manteve uma lembrança profunda e amorosa de Khadija durante toda a sua vida. Ele costumava falar bem dela, mesmo na frente de suas outras esposas. Aisha, que Allah esteja satisfeito com ela, narrou:

“Sempre que o Profeta ﷺ mencionava Khadija, ele falava dela nos melhores termos e a elogiava. Fiquei com ciúmes e disse: ‘É como se não houvesse nenhuma mulher na Terra, exceto Khadija.’ Ele respondia: ‘Ela acreditou em mim quando as pessoas me rejeitaram, ela afirmou minha veracidade quando as pessoas me acusaram de falsidade, ela me apoiou com sua riqueza quando as pessoas me privaram, e Allah me abençoou com filhos através dela quando outras eram estéreis.'”

O apoio inabalável, a fé e os sacrifícios de Khadija pelo bem do Islam deixaram um legado duradouro e um impacto profundo na vida do Profeta ﷺ.

Fonte: Who Muhammad is?

Leia também sobre outros familiares: Família de Muhammad


Compartilhe

O Islam

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *