Gratidão

Gratidão

  Gratidão é agradecer Àquele que concede bênçãos pela Sua generosidade. A gratidão de um servo deve ter três qualidades, sem as quais não pode ser considerada gratidão.


Elas são o reconhecimento íntimo e apreciação da bênção, falar sobre ela abertamente, e usá-la como meio para O adorar.

         A gratidão é um assunto do coração, da língua e dos membros. O coração é para o conhecimento e amor a Ele; a língua é para Lhe agradecer e louvar; e os membros são para ser usados na obediência Àquele que está a ser agradecido, e para se abster de cometer actos desobedientes. 

         Allah, Glorioso e Altíssimo, ligou a gratidão com a crença. Ele diz que ele não precisa punir as Suas criaturas se elas Lhe agradecem e crêem n’Ele. Ele (louvado seja) diz:

“Que faria Allah com vosso castigo, se agradeceis e credes?”[4:147]

         O Glorioso e Todo-Poderoso também diz que as pessoas gratas são distinguidas do resto dos Seus servos por causa da misericórdia que Ele mostra para com eles. O Todo-Poderoso e Glorioso diz:

“E, assim, nós os provamos uns pelos outros, a fim de que digam: ‘São estes aqueles a quem Allah fez mercê, entre nós?’. Não éAllah bem Sabedor dos agradecidos?”[Qur’an 6:53]

         Ele divide as pessoas entre gratas e ingratas; e a coisa mais desagradável para Ele é a ingratidão do seu povo; e a coisa mais preciosa para Ele é a gratidão do seu povo:

“Por certo, guiamo-lo ao caminho, fosse grato, fosse ingrato.”[76:3]

E também:

“E, de quando vosso Senhor noticiou: ‘Em verdade, se agradeceis, acrescentar-vos-ei Minhas graças. Mas, em verdade, se estais ingratos, por certo, Meu castigo será veemente.”[14:7]

         Nestes versos, Allah faz a concessão de mais bênçãos condicional à gratidão. Não há limite quanto ao aumento das Suas bênçãos, tal como não há limite em ser agradecido a Ele. Allah, Todo-Poderoso e Glorioso, fez uma grande parte da recompensa dependente da Sua vontade. Ele diz:

 “E, se temeis penúria, Allah enriquecer-vos-ácom Seu favor, se quiser. Por certo, Allah éOnisciente, Sábio.”[9:28]

E também:

“…e Ele perdoa a quem quer.”[5:40]

E também:

 “E Allah volta-Se para quem quer, remindo-o.”[9:15]

         Ele não põe limites na Sua recompensa pela gratidão quando Ele se refere a ela:

“E recompensaremos os agradecidos.”[3:145]

         Quando o inimigo de Allah, shaytan, soube do valor da gratidão – e que esta é um dos estados mais exaltados e elevados – ele direcionou os seus esforços para a distração das pessoas quanto a isso:

“Em seguida, achegar-me-ei a eles, por diante e por detrás deles, e pela direita deles e pela esquerda deles, e não encontrarás a maioria deles agradecida.”[7:17]

         Allah descreveu os agradecidos dentre os seus adoradores como sendo poucos em número:

“Enquanto poucos, dentre Meus servos, são os agradecidos.”[34:13]

         É relatado que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ficou de pé em oração toda a noite até os seus pés ficarem inchados. Foi-lhe perguntado: “Porque fazeis isto quando Allah já te perdoou todas as tuas ações, passadas e futuras?”. Ele ? disse: “Não devo eu ser um servo agradecido?”.[1]

         O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse uma vez a Mu’adh: “Por Allah, és-me querido! Então não te esqueças de dizer no final de toda a oração ‘Ó Allah, ajuda-Me a lembrar de Ti, em ser-Te agradecido e em servir-Te apropriadamente.” [2]

         A gratidão está ligada à generosidade de Allah e é o que a faz aumentar. ‘Umar Ibn Al-Khattab disse: “Liga a generosidade de Allah para contigo à tua gratidão para com Ele.”

         Ibn Abi’d-Dunya relatou que ‘Ali Ibn Abi Talib (que Allah esteja satisfeito com ele) disse a um homem da tribo de Hamazan “A generosidade de Allah está ligada à gratidão, e a gratidão está ligada ao aumento da Sua generosidade. A generosidade de Allah não parará de aumentar a não ser que a gratidão do Seu servo pare.”

         Al-Hasan disse: “Fale da generosidade d’Ele frequentemente, pois falar dela é gratidão.”

         Allah ordenou ao Seu Mensageiro ? a falar da generosidade do seu Senhor no verso:

“E, quanto àgraça de teu Senhor, proclama-a.”[93:11]

Allah (louvado seja) fica satisfeito quando o efeito da Sua generosidade no Seu servo se torna aparente, pois isso é uma forma de gratidão que fala por si mesma.[3]

         Quando Abu Al-Mughirah costumava ser questionado sobre como ele estava, ele diria “Estamos mergulhados na generosidade do Senhor, e incapazes de ser suficientemente agradecidos. Ele é Amabilíssimo para connosco, mesmo quando Ele não necessita de nós, e nós somos desrespeitosos para com Ele, mesmo quando somos extremamente dependentes dele.”

         Sharih disse “Sempre que um servo é aflito com um infortúnio, Allah concede-lhe três coisas: que isso não afecte a sua fé; que não seja mais severo do que poderia ter sido; e que, como foi decretado, já passou e acabou.”

         Yunus Ibn ‘Ubaid relatou que Abu Ghunaimah foi questionado uma vez “Como está?”. Ele respondeu “Fui apanhado entre duas bênçãos cuja natureza é tal que não sei qual delas é mais excelente: as minhas más ações que Allah ocultou para mim, para que ninguém me confrontasse sobre elas; ou a afeição por mim que Allah colocou nos corações das Suas criaturas, e as quais, por causa das minhas ações e obras, eu não mereço.”

         Suffian disse sobre este verso do Qur’an:

“Então, deixa-Me com aqueles que desmentem esta Mensagem. Fá-los-emos se abeirarem de seu aniquilamento, por onde não saibam.”[68:44]

…que Allah faz as suas bênçãos agradáveis para eles, enquanto Ele restringe a habilidade de ser agradecido deles.

         Outros disseram que sempre que tais pessoas (agradecidas) cometem um pecado, Ele confere uma bênção para elas (por causa desta qualidade).

         Um homem perguntou uma vez a Abu Hazim “ÓAbu Hazim, qual é a gratidão dos olhos?”. Ele respondeu “É não revelar o bem que eles vêem e ocultar o mal que eles vêem.”O homem disse “E qual é a gratidão dos ouvidos?”. Ele respondeu “Quando ouves algo bom com eles, tu tentas entender, e quando ouves algo mau, tu rejeita-lo”. O homem perguntou “E qual é a gratidão das mãos?”. Ele disse “Não as uses para tirar o que não é teu, e não as restrinjas de dar o que é o direito de Allah”. O homem perguntou “E qual é a gratidão do estômago?”. Ele respondeu “Que a sua parte mais baixa seja para comida, e que a sua parte mais alta seja para sabedoria”(isto é, não deve estar completamente cheio de comida). O homem perguntou “Qual é a gratidão das partes privadas?”. Abu Hazim respondeu recitando o verso do Qur’an:

 “E que são custódios de seu sexo, exceto com suas esposas, ou com as escravas que possuem; então, por certo, não serão censurados. E quem busca algo, além disso, esses são os transgressores.”[23:5-7] 

         O homem perguntou “Qual é a gratidão dos pés?”. Ele respondeu “Se sabes da morte de um homem virtuoso que costumava usar os seus pés para fazer o bem e actos de adoração, então usa-os da mesma maneira que ele os usou; e se o homem que morreu era alguém desprezível para ti, então desvia-te do que ele costumava fazer e sê agradecido a Allah. E quanto àquele que só usa a sua língua para expressar a sua gratidão, ele é como um homem que só se cobre com a bainha da sua vestimenta sem a vestir. Esta não lhe é útil assim seja no calor ou no frio, ou com neve ou chuva.”

         Um homem sábio escreveu uma vez para o seu irmão “Foram-nos concedidas tantas das bênçãos de Allah – apesar de muitos dos nossos actos de desobediência – que é impossível que nós as contemos. Não sabemos por quais sermos agradecidos – a melhor das nossas boas ações, que ele nos permitiu fazer, ou a mais feia das nossas más ações, que ele ocultou por nós.”


[1]Al-Bukhari, Kitab at-Tahajjud, 3/14; Muslim, Kitab Sifat Al-Qiyyamah, 17/162.

[2]Ahmad, Al-Musnad, 5/245-247; Al-Hakim, Ma’rifat as-Sahabah, 3/273; an-Nisa’i, Kitab as-Sahw, 3/53.

[3]Isto éapoiado por um hadith relatado por at-Tirmidhi, Kitab Al-Adab, 8/106, e por Al-Hakim, Kitab Al-At’ima, 4/135, pela autoridade de ‘Amr Ibn Shu’aib, trasmitido a ele pelo seu pai e avô, que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah gosta de ver o efeito da Sua generosidade no Seu servo.”- Sheikh Shakir classificou este hadith como sahih no seu Al-Musnad, 6708.

Fonte: Livro “A Purificação da Alma” –  Capítulo 13 – Por Ahmad Farid

 

Inspiração e Espiritualidade