Abdul Muttalib – o avô paterno do Profeta ﷺ

Abdul Muttalib – o avô paterno do Profeta ﷺ
Compartilhe


Avô Paterno – Abdul Muttalib

Ele é Abdul Muttalib, e seu nome é Shaybah al-Hamd, filho de Hashim bin Abd Manaf bin Qusay bin Kilab bin Murrah bin Ka’b bin Lu’ay bin Ghalib bin Fihr bin Malik bin al-Nadr bin Kinanah bin Khuzaymah bin Mudrikah bin Ilyas bin Mudar bin Nizar bin Ma’ad bin Adnan. Sua mãe é Salma bint Amr al-Najariyya al-Khazrajiyya.

Nascimento e infância de Shaybah

Nasceu em Yathrib (antigo nome de Madinah al Munawarah) por volta de 480 dC. Ele foi criado entre seus tios maternos da tribo Banu Najjar. O seu pai faleceu em Gaza durante uma viagem de negócios, por isso o seu tio, Muttalib bin Abd Manaf, trouxe-o de volta para Makkah.

Quando ele entrou em Makkah com ele, os coraixitas disseram: “Abdul Muttalib”. Ele respondeu: “Não, ele é filho do meu irmão, Shaybah”. Abdul Muttalib era um homem sábio e nobre, eloquente no discurso, atencioso e amado por seu povo. As pessoas o honraram de uma forma que nenhum de seus ancestrais havia sido homenageado. Após a morte de seu tio Muttalib, ele assumiu a responsabilidade de fornecer água e comida aos peregrinos, mantendo o que seus ancestrais forneciam ao seu povo.

Ele cuidou do Profeta Muhammad ﷺ após a morte de seu pai e teve a honra de criá-lo após o falecimento de sua mãe, Aminah bint Wahb, da tribo Zuhrah. Abdul Muttalib faleceu quando o Profeta Muhammad tinha oito anos. Ele era conhecido por sua integridade, sabedoria, eloquência e nobreza, e foi o líder dos coraixitas até sua morte.

Seu apelido era ‘Al-Fayyad’ (o generoso). Ele foi um dos maiores homens de Makkah e da Península Arábica, realizando uma reunião perto da Kaaba onde homens de Makkah e coraixitas se sentavam ao seu redor, ouvindo-o e respeitando-o. Ele tinha um ditado por toda Makkah, abrindo suas casas para alimentar peregrinos, visitantes e viajantes. Eles o chamavam de ‘Alimentador de Humanos, Animais Selvagens e Pássaros’. Ele tinha uma manada de camelos dedicados a servir a Kaaba, a Casa de Deus.

Monoteísmo e Hanifismo

Historiadores como al-Birzanji e al-Suyuti, entre outros, que documentaram a linhagem do profeta Muhammad ﷺ e dos seus antepassados, afirmaram a sua adesão ao monoteísmo. Eles forneceram evidências dessa crença e detalharam separadamente cada um dos ancestrais do Profeta ﷺ.

Abdul Muttalib rejeitou a adoração de ídolos, reconheceu a unicidade de Allah e muitas vezes se isolou na caverna de Hira para contemplar os atributos e ações de Allah. Quando uma seca severa atingia os coraixitas, eles buscavam chuva por meio das súplicas de Abdul Muttalib.

Quando os abissínios, liderados por Abraha, pretendiam destruir a Kaaba, Abdul Muttalib abordou Abraha para recuperar seus camelos confiscados. Abraha ficou surpreso e questionou por que ele se importava mais com seus camelos do que com a Kaaba. Abdul Muttalib respondeu: ‘Eu sou o dono dos camelos, e a Kaaba tem seu Dono, Quem irá protegê-la”. Então, ele pendurou nas cortinas da Kaaba os dizeres:

“Ó Deus, se é obra do Teu servo defender seus camelos, então defenda os Seus hoje contra o Povo da Cruz. Eles trouxeram seus camelos e bens para abusar de Teus filhos; o assunto pertence a Ti e está Contigo, então agi como quiseres.”

Escavação de Zamzam

O poço Zamzam foi cavado depois que Jurhum o enterrou quando eles assumiram o controle de Makkah. Os historiadores mencionam que foi escavado através de visões repetidas e verdadeiras, quase como se fosse uma inspiração de Allah, guiando Abdul Muttalib para purificar a sua alma e iluminar o seu espírito. Também é mencionado que na época da escavação de Zamzam ele tinha apenas um filho, Harith. Quando ele enfrentou a opressão dos coraixitas, ele jurou que se lhe fossem concedidos dez filhos, ele sacrificaria um deles na Kaaba por Deus.

Quando foi abençoado com dez filhos e percebeu que eles o impediriam de cumprir sua promessa, ele, então, os informou sobre esta. As pessoas concordaram, assim ele os reuniu e pretendia lançar sortes entre eles – instruiu cada um a escrever seus nomes em um pedaço de papel. Depois de escreverem seus nomes, cada papel foi colocado em uma tigela e um árbitro recebeu ordem de misturá-los bem. A sorte recaiu sobre Abdullah, seu filho e pai do Profeta Muhammad ﷺ.

Apesar de Abdullah ser o mais querido de seus filhos, ele começou a se preparar para sacrificá-lo. No entanto, esta ação perturbou a tribo de Quraysh e seus irmãos, que correram até ele, instando-o a não prosseguir até que encontrasse uma desculpa (uma saída) para a promessa. Eles temiam que se ele fizesse isso, abriria um precedente e as pessoas continuariam a sacrificar seus filhos. Eles o incentivaram a consultar uma sacerdotisa e adivinha na região de Hijaz. Quando a acharam, ela os aconselhou a oferecer um resgate, dez camelos, e lançar a sorte entre o sacrifício e os camelos. Se a sorte não apontasse os camelos, eles deveriam adicionar mais camelos até que a sorte caísse sobre eles.

Quando reuniram o número necessário de camelos, Abdul Muttalib rezou e então, trouxeram Abdullah e dez camelos. A sorte recaiu sobre Abdullah. Eles aumentaram o número de camelos, mas a sorte ainda recaiu sobre Abdullah. Eles continuaram a aumentar o número de camelos até chegarem a cem. Finalmente, eles lançaram novamente e a sorte caiu sobre os camelos. Quraysh disse: “Seu resgate foi aceito, Abdul Muttalib”, mas ele queria ter certeza absoluta. É narrado que ele lançou pela segunda e terceira vez, e a sorte caiu sobre os camelos. Os camelos foram então sacrificados e a carne foi distribuída para as pessoas.

A oportunidade de ouro

Sua estima cresceu imensamente depois que ele cavou o poço Zamzam, que antes estava enterrado. Isto aconteceu durante o reinado de Qubadh, o rei da Pérsia. Sua reputação disparou entre os árabes após o incidente do Elefante.

Ele ofereceu apoio aos coraixitas contra os abissínios que invadiram o sul da Arábia, apresentando o Iêmen para parabenizar o rei, Saif bin Dhi Yazan, por sua vitória. O rei honrou, aproximou-se, favoreceu e prometeu-lhe que a profecia estaria em sua linhagem.

Apesar de alguma inveja de uma facção de Quraysh, alguns tentaram competir com ele, mas enfrentaram humilhação e fracasso. Ele fortaleceu os juramentos de seus antepassados, estreitou os laços com seus parentes e fez uma aliança entre Quraysh e Khazaa’a, tornando-se um líder para a conquista de Makkah no ano 9 AH, levando as pessoas a abraçar a religião de Deus em multidões.

O ano do elefante

Abdul Muttalib era um homem de personalidade forte, firme na sua determinação, imperturbável e inabalável face às surpresas. Um exemplo disso foi quando ele foi ao encontro de Abraha, o rei abissínio e comandante de um exército, que veio com temor e tirania atacar a Kaaba. Seu exército contava inclusive com elefantes. Abdul Muttalib possuía camelos entre os pertencentes ao povo de Makkah e, quando o exército de Abraha chegou nos arredores da cidade, começou a capturar os camelos que via.

Dessa forma, eles se conheceram, Abdul Muttalib disse ao intérprete de Abraha: “Meu pedido ao rei é que me devolva meus duzentos camelos capturados”. Ao mencionar isso, Abraha disse ao seu intérprete: “Fiquei impressionado com ele quando o vi, mas perdi o interesse quando ele falou. Ele me fala sobre duzentos camelos que tirei dele, deixando de lado a Casa, qual é a santidade de sua religião e a religião de seus ancestrais se ele não menciona isso?” Abdul Muttalib respondeu-lhe:

“Eu sou o dono dos camelos, mas a Casa tem o seu Dono que a protegerá e preservará”.

Este incidente se refere à história mencionada no Alcorão, surah Al-Fil, no mesmo ano de nascimento do Mensageiro de Allah ﷺ e você pode saber mais sobre ela no site oislam.org, no artigo A História do Povo do Elefante https://www.oislam.org/a-historia-do-povo-do-elefante/

Abdul Muttalib tinha uma estreita relação com seu neto, o Profeta Muhammad ﷺ, ele foi a primeira pessoa que Muhammad testemunhou mostrando a dignidade masculina, a sabedoria dos mais velhos e o afeto paternal que compensou a ausência de seu pai, cujos olhos não o tinham visto. Abdul Muttalib encheu-o de afeto, referindo-se a ele diretamente como seu, dizendo não ‘o filho de Abdullah’, mas ‘meu filho”. Ao sentir que sua morte se aproximava, ele se aproximou de Abu Talib, instruindo-o a salvaguardar e proteger o Profeta, assim Abu Talib o honrou cumprindo a ordem.

A família de Abdul Muttalib

Aqui está um resumo das esposas de Abdul Muttalib e seus descendentes:

Esposas:

  • Safiyyah bint Janab ibn Hajr da tribo Banu Amir ibn Sa’sa’ah deu-lhe Al-Harith e Qatham.
  • Natilah bint Janab ibn Kalib da tribo Banu an-Namr ibn Qasit lhe deu Dhirar e Al-Abbas. Alguns também mencionam Al-Awam. Algumas fontes mencionam que a mãe de Al-Awam era Hala bint Wahb.
  • Fatimah bint Amr ibn ‘A’idh ibn Imran ibn Makhzum al-Qurashiyyah lhe deu Abu Talib, Abdullah, Al-Zubair, ‘Atikah, Barrah, Umm Umamah, Arwa e Umm Hakim (também conhecido como al-Bayda, que foi gêmea de Abdullah).
  • Hala bint Wahb ibn Abdul Muttalib ibn Zahrah ibn Kilab al-Qurashiyyah lhe deu Al-Muqawwim, Hamza, Hajl, Safiyyah, e também é dito que ela lhe deu Al-Awam.
  • Lubnah bint Hajar ibn Abdul Muttalib al-Khazaiyyah deu-lhe à luz Abu Lahab.
  • Mumanah bint Amr ibn Malik al-Khazaiyyah deu-lhe Al-Ghaydaq.

Filhos:

  • Al-Harith ibn Abdul Muttalib era o mais velho de seus filhos e morreu durante a vida de seu pai. Seus filhos incluíam Awf, Abdullah, Abu Sufyan, Umayyah, Rabi’ah, Nawfal, Abdul Muttalib e Arwa.
  • Abu Talib ibn Abdul Muttalib: Diz-se que seu nome era Imran ou Abd Manaf, e alguns dizem que seu nome era seu apelido. Ele se tornou o líder dos Quraysh após a morte de seu pai. Seus filhos foram Talib, Aqil, Ja’far, Ali, Umm Hani e Jumanah.
  • Dhirar ibn Abdul Muttalib morreu antes da missão profética e não deixou descendentes.
  • Al-Zubair ibn Abdul Muttalib, um poeta dos Quraysh, morreu antes da missão profética e nenhum descendente foi deixado para trás. Ele teve filhos: At-Tahir, Abdullah, Hijl, Qura e Diba’a.
  • Abd al-Uzza ibn Abdul Muttalib, também conhecido como Abu Lahab, morreu incrédulo após a missão do Profeta. Seus filhos foram Utbah, Utaybah, Muattib e Durrah.
  • Al-Ghaydaq ibn Abdul Muttalib, cujo apelido foi acordado, teve relatos conflitantes sobre seu nome. Alguns disseram que foi Nawfal e outros disseram que foi Mus’ab. Ele morreu antes da missão profética sem descendentes.
  • Al-Muqawwim ibn Abdul Muttalib teve filhos: Abdullah, Bakr, Arwa e Hind. O último remanescente de seus descendentes foi Abdullah ibn Bakr ibn Al-Muqawwim, que morreu sem deixar descendentes.
  • Qatham ibn Abdul Muttalib morreu jovem e não tem descendentes.
  • Hajl ibn Abdul Muttalib, também conhecido como Jahil, teve um filho chamado Qura ibn Hajl, apelidado de Qura.
  • Abdullah ibn Abdul Muttalib teve um filho que se tornou o Profeta Muhammad.
  • Al-Abbas ibn Abdul Muttalib teve filhos: Al-Fadl, Abdullah, Ubaydullah, Qatham, Ma’bad, Abdul Rahman, Kathir, Al-Harith, Tamam, Umm Habib, Safiyyah e Amina.
  • Hamza ibn Abdul Muttalib, conhecido como o Leão de Alá, morreu como mártir no dia de Uhud. Seus filhos foram Ya’la, Amara, Amir e Fatimah.
  • Al-Awam ibn Abdul Muttalib foi mencionado por alguns, e sua mãe era Hala bint Wahb.
  • Abdul Ka’bah ibn Abdul Muttalib não abraçou o Islam e não deixou descendentes.

Filhas:

  • Um Hakim al-Bayda bint Abdul Muttalib era avó de Amir al-Mu’minin Uthman ibn Affan através de sua mãe.
  • Atikah bint Abdul Muttalib era a mãe de Abdullah ibn Abi Umayyah e companheira do Profeta em um sonho antes da Batalha de Badr. Existem relatos conflitantes sobre sua conversão ao Islam.
  • Barrah bint Abdul Muttalib era a mãe de Abu Salama ibn Abd al-Asad al-Makhzumi.
  • Umm Umamah bint Abdul Muttalib era a mãe de Abdullah ibn Jahsh e a mãe dos crentes Zaynab bint Jahsh.
  • Arwa bint Abdul Muttalib era a mãe de Tulayb ibn Amr.
  • Safiyyah bint Abdul Muttalib, mãe de Al-Zubair ibn Al-Awwam, abraçou o Islam e migrou.
  • Jumanah bint Abdul Muttalib é mencionada pelo contemporâneo Jalal Maash, que afirmou que ela está enterrada em al-Baqi e que é tia paterna do profeta Muhammad. No entanto, as fontes históricas não a mencionam.

Descendentes:

Os descendentes de Abdul Muttalib incluem os descendentes de Harith, Abu Talib, Abu Lahab e Al-Abbas.


Fonte: Who Muhammad is?

Leia também: Abdullah bin Abdul Muttalib – o pai do Profeta ﷺ


Compartilhe

O Islam

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *