Sobrecarga e Extremismo na Prática da Religião

Sobrecarga e Extremismo na Prática da Religião

Parte 3 de 3:

Conclusão:

Mas aquele que se sobrecarrega e não se contenta com aquilo que satisfazia o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ou com o que ele ensinou à sua ummah (nação, comunidade), ao contrário, se esta pessoa vai a extremos e sobrecarrega-se com atos de adoração, ficará, também, sobrecarregada e no final será incapaz de continuar e, consequentemente, vai interromper a prática daquilo. Por isso, ele disse: “ninguém se sobrecarrega com sua religião, sem que se torne incapaz de continuar dessa forma”.

Assim sendo, aquele que se sobrecarrega com as questões religiosas e não é moderado, será dominado por isso, perderá o fôlego e retrocederá.

Daí que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ordenou e encorajou a moderação, e disse: “Eu vos peço: sede moderados e alcançareis vosso objetivo”.

Então, ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ordenou evitar o extremismo, instruiu a estar perto da perfeição, encorajou as pessoas a terem esperança e não ceder ao desespero.

Evitar o extremismo significa dizer e fazer a coisa certa e seguir um caminho sábio e moderado em todos os sentidos. Se não se pode fazer isso em todas as situações, que se tema a Allah tanto quanto puder e se aproxime do objetivo, porque se uma pessoa não consegue fazer as coisas completamente certas, que ela se aproxime do correto (da perfeição); e se ela não pode fazer tudo, que faça o máximo que puder.

Disto pode ser tirado um princípio útil que também é indicado no versículo em que Allah diz (interpretação do significado):

Então, temei a Allah quanto puderdes” [at-Taghabun 64:16]

E o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quando eu vos disser para fazer algo, fazei tanto quanto puder”. As questões que se baseiam neste princípio são inúmeras.

Em outro hadith diz: “Facilitai as coisas (para as pessoas) e não tornai as coisas difíceis, dai boas-novas e não desanimeis as pessoas”.

Em seguida, o hadith termina com um conselho que é fácil para as pessoas, além de extremamente benéfico: “Ganhe força adorando pela manhã e à tarde e durante as últimas horas da noite”. Portanto, se uma pessoa se ocupa com ações boas e justas harmonizadas aos melhores momentos – no início e no final do dia e parte da noite, especialmente no final da noite – isso lhe trará muito benefício e ela alcançará a felicidade, vitória e prosperidade, e também terá sucesso em encontrar sossego e descanso, bem como em alcançar seus objetivos mundanos e emocionais.

Este é um dos maiores sinais da misericórdia de Allah para com Seus servos, nesta religião que é o caminho para a felicidade eterna, pois Allah a enviou como orientação aos Seus servos e explicou-a através de Seus Mensageiros, tornou-a fácil, ajudou através dela de todas as formas, mostrou bondade para com aqueles que se esforçaram muito e os protegeu dos obstáculos e impedimentos.

Assim, sabe-se que vários princípios podem ser derivados deste grande hadith:

1. O Islam é fácil, em geral.

2. A dificuldade abre a porta para o alívio.

3. Se eu lhe disser para fazer algo, faça o máximo (e melhor) que puder.

4. Encoraja aqueles que se esforçam muito e lhes dá boas novas dos benefícios e recompensas que resultam de suas ações.

5. Aconselha sobre como alcançar Allah, orienta de forma abrangente e suficiente.

Que as bênçãos e a paz de Allah estejam sobre aquele que recebeu o poder e o benefício do discurso conciso. Fim da citação.

Bahjat Qulub al-Abraar wa Qurrat ‘Ayn al-Akhyaar fi Sharh Jawaami’ al-Akhbaar (p. 77-80).

E Allah sabe melhor.

Fonte: islamqa.info (traduzido e adaptado)

Etiqueta e Comportamento