Shaikh’Abdul ‘Aziz Bin Baaz, rahimahullah, nasceu em 1330 hijri, no mês de dhul hijjah, na cidade de Riyad, Arábia Saudita.

Ele enxergava e perdeu a visão aos vinte anos. Memorizou o Qur’an antes da adolescência

. Buscou o conhecimento avidamente com os sábios de sua cidade, até que se tornou um dos maiores sábios. Estudou profundamente a ciência do hadith, chegando ao nível de classificar ahaadith como daif (fraco) ou sahih (correto).

Passou sua vida inteira estudando e ensinando e ajudando os outros. Se tornou mestre na Mahad Riyad al ‘ilm (escola islâmica científica de Riyad). Então, tornou-se vice-presidente na universidade de Madinah, posteriormente ocupando o cargo de presidente. Subiu ao posto de mufti do Reino da Arábia Saudita, além de ter ocupado outros cargos de importância também.

Faleceu numa quinta-feira, no ano 1420 Hijri (aos oitenta e nove anos) e um número imenso de muçulmanos atenderam sua salatul janaza – assistam o vídeo.

Dentre seus ditos, temos:

“A mistura de homens e mulheres é caminho para um grande mal e uma porta aberta para a corrupção.”

“A verdadeira cura para o pecado é a tawbah ila Allah (arrependimento para Allah), abandono do mau ato e a sinceridade nessas duas coisas.”

“As pessoas se encontram numa boa situação se elas permanecem se aconselhando no bem. Caso elas percam esta característica e a preguiça aparece, então o munkaraat (mal, pecado, imoralidade, vícios) se espalha no meio delas.”