Foi perguntado ao sheikh 'Abdul-'Aziz Bin Baaz, que Allah tenha misericórdia dele:

"Eu leio livros de tafsir do alcorão quando não estou em meu estado de pureza... por exemplo, no meu período menstrual. Existe alguma objeção quanto a isso, estou pecando por fazer isso? Por favor, dê um veredito e que Allah te recompense".

Resposta do sheikh:

"Não há objeção quanto à mulher menstruada ou a que está em sangramento pós-parto ler livros de tafsir ou recitar o alcorão, desde que não toque o Livro, de acordo com a mais correta de duas opiniões sustentadas pelos sábios.

"Quem está junub [impuro devido ao ato sexual], não deve recitar o alcorão, até que se faça o ghusl (banho completo), mas pode ler os livros de tafsir, hadith e coisas do tipo, desde que não se recite os versículos contidos neles. Isso porque foi autenticamente reportado do Profeta, salla Allahu 'alayhi wa sallam, que nada impede uma pessoa de recitar o alcorão, exceto a Janabah [estado maior de impureza]. [Abu Dawud n° 229; Ibn Majah n° 594 e Ahmad 1:84, 124].

"Em outra versão narrada pelo Imam Ahmad, com uma cadeia de narração boa, ele disse: 'Para quem está junub; não, nem sequer um versículo'. [Ahmad 1:110]".

Fonte: [Fatawa Islamiyah, vol. 1, pp. 112-113, editora Darussalam].