Como é que uma Pessoa Doente se deve Purificar?

 

Por Shaykh Ibn Uthaymeen

 

1. É necessário para a pessoa doente purificar-se com água, realizando ablução no caso de impureza menor, e ghusl no caso de impureza maior.

 

2. Se for incapaz de se purificar usando água, devido à fraqueza ou medo de agravar a sua doença ou de tardar a sua recuperação, ela pode efetuar tayammum.

 

3. Tayammum é efetuado batendo a terra limpa com as mãos uma única vez, de seguida limpar a face inteira com elas, e por fim esfregar as mãos, uma com a outra.

 

4. Se o indivíduo doente for incapaz de se purificar, então uma outra pessoa deve ajudá-la a fazer a ablução, ou o tayammum.

 

5. Se uma certa parte do corpo que necessita ser purificada for afetada com uma ferida, ele deve lavá-la com água; porém, se proceder dessa forma causa-lhe algum mal, ele deve molhar as suas mãos com água e de seguida limpar, passando as mãos sobre a ferida. Se fazer isso também causa-lhe algum prejuízo, pode realizar tayammum para esse efeito.

 

6. Se possuir uma fratura grave em qualquer um dos seus membros, que estiver coberta com um curativo ou gesso, ele pode limpar sobre a fratura com água, em vez de lavá-la, e não é necessário tayammum, já que a limpeza substitui a lavagem.

 

7. É permissível fazer tayammum usando uma parede, ou qualquer outra coisa que seja limpa e contenha poeira/terra. Se a parede for coberta com algo que não seja terra, tal como tinta, o indivíduo não deve realizar tayammum, a menos que haja poeira/terra sobre ela.

 

8. Se o tayammum não for feito usando o solo ou uma parede, ou qualquer outra coisa que contenha pó/terra, não haverá objeção em reunir poeira/terra num recipiente ou num lenço, de forma a efetuá-lo.

 

9. Se um indivíduo realiza tayammum para a oração, e permanece num estado puro até ao momento da próxima oração, pode rezar com o tayammum que efetuou anteriormente, e não necessita repeti-lo para a segunda oração, uma vez que ele permanece puro e não há nada que tenha invalidado a sua purificação.

 

10. A pessoa doente é obrigada a limpar o seu corpo de todas as formas de impureza, mas se for incapaz de assim fazer, ela pode rezar no estado em que estiver, a sua oração será válida e não necessita repeti-la.

 

11. É necessário para o indivíduo doente rezar em roupas limpas, e se se tornarem sujas, devem ser limpas ou substituídas por outras. Se isso não for possível, ele pode rezar no estado em que estiver, e a sua oração será válida e portanto não necessita repeti-la.

 

12. A pessoa doente é obrigada a rezar sobre algo limpo, e se se tornar sujo, ela deve lavá-lo, mudá-lo, ou cobri-lo com algo igualmente limpo. Se lhe for incapaz fazer isso, ele pode rezar dessa forma, e a sua oração será válida, não necessitando repeti-la.

 

13. Não é permissível para o doente atrasar a oração devido à sua incapacidade de alcançar a purificação; pelo contrário, ele deve purificar-se o tanto quanto lhe for possível, e depois realizar a oração no seu tempo prescrito, mesmo que houver alguma impureza no seu corpo, nas suas roupas ou no seu local de oração, que ele for incapaz de remover.

 

Fatawa Islamiyah, Vol. 2, pp. 23-25, Dar-us-Salam

 

 

Fonte: Abdurrahman.Org

Tradução: Mariama bint Carlos


You have no rights to post comments