Os Benefícios de se Converter ao Islam

Obtêm-se muitas vantagens ao se converter ao Islam e a mais óbvia é a sensação de calma e bem-estar que envolve qualquer pessoa que percebe que descobriu uma das verdades mais básicas da vida. Estabelecer uma relação com Deus na forma mais pura e simples é libertador, estimulante e resulta em serenidade. Entretanto, essa não é a única vantagem de se converter ao Islam. Existem outros benefícios que se experimenta e que discutiremos aqui, um a um.

1. Se converter ao Islam liberta da servidão de sistemas e estilos de vida feitos pelo homem.

O Islam emancipa a mente de superstições e incertezas. Liberta a alma do pecado e corrupção e a consciência da opressão e do medo. A submissão à vontade de Deus não limita a liberdade. Pelo contrário, dá um alto grau de liberdade ao libertar a mente de superstições e preenchê-la com a verdade e conhecimento.

Quando uma pessoa aceita o Islam, não é mais escrava da moda ou do consumismo e está livre da escravidão de um sistema monetário designado para subjugar as pessoas. Em uma escala menor, mas igualmente importante, o Islam libera a pessoa de superstições que governam as vidas daqueles que não se submetem verdadeiramente a Deus. Um crente sabe que não existe boa ou má sorte. Os aspectos bons e maus de nossas vidas vêm de Deus e, como o Profeta Muhammad ? explica, todos os assuntos do crente são bons: "Se lhe for concedida facilidade é agradecido e é bom para ele. E se for afligido com dificuldade e persevera, é bom para ele." [1]

Depois que uma pessoa é libertada de sistemas e estilos de vida feitos pelo homem, fica livre para adorar Deus da maneira correta. Um crente é capaz de colocar sua confiança e esperança em Deus e buscar sinceramente Sua misericórdia.

2. Se converter ao Islam permite a pessoa experimentar verdadeiramente o amor de Deus.

Se converter ao Islam permite a uma pessoa alcançar o amor de Deus seguindo Sua orientação para a vida - o Alcorão e os ensinamentos e tradições autênticos do Profeta Muhammad ?. Quando Deus criou o mundo, não o abandonou à instabilidade e insegurança. Enviou uma corda, firme e segura, e segurando firmemente essa corda um ser humano insignificante pode alcançar grandeza e paz eterna. Nas palavras do Alcorão, Deus torna Seus desejos perfeitamente claros. Entretanto, os seres humanos têm o livre arbítrio e são livres para agradar ou desagradar a Deus.

Dize (Ó Muhammad): "Se realmente amais a Deus, segui-me e Deus vos amará e perdoará vossos pecados. E Allah é perdoador, misericordioso." (Alcorão 3:33)

"E quem quer que almeje (impingir) outra religião, que não seja o Islam, (aquela) jamais será aceita e, no outro mundo, essa pessoa contar-se-á entre os desventurados."  (Alcorão 3:85)

"Não existe compulsão na religião, porque já se destacou a verdade do erro. Quem renegar Taghut [2] e crer em Deus, ter-se-á apegado a um firme e inquebrantável sustentáculo,E Deus é suficiente como guardião" (Alcorão 2:256)

3. Um benefício de se converter ao Islam é que Deus promete o paraíso ao crente.

O paraíso, como descrito em muitos versículos do Alcorão, é um lugar de bênção eterna prometido aos crentes. Deus demonstra Sua misericórdia aos crentes recompensando-os com o paraíso. Quem negar Deus ou adorar algo junto com Ele, ou ao invés Dele, ou afirmar que Deus tem um filho, filha ou parceiro, será condenado ao inferno na outra vida.  Se converter ao Islam salvará a pessoa do tormento do túmulo, do sofrimento no Dia do Juízo e do fogo eterno do inferno.

"Quanto aos crentes, que praticam o bem, dar-lhes-emos um lar no Paraíso, abaixo dos quais correm rios, onde morarão eternamente. Quão excelente é a recompensa dos caritativos." (Alcorão 29: 58) 

4. Felicidade, tranquilidade e paz interior podem ser alcançados se convertendo ao Islam.

O Islam em si é inerentemente associado com paz interior e tranquilidade. As palavras Islam, muçulmano e salam (paz) vêm da palavra raiz "Sa - la - ma" que denota paz e segurança. Quando uma pessoa se submete à vontade de Deus, experimenta uma sensação inata de segurança e tranquilidade. 

A felicidade perfeita só existe no paraíso.  Somente lá encontraremos paz, tranquilidade e segurança totais e estaremos livres do medo, ansiedade e dor que são partes da condição humana.  Entretanto, as orientações fornecidas pelo Islam permitem a nós, humanos imperfeitos, buscar a felicidade nesse mundo.  A chave para ser feliz nesse mundo e no outro é buscar a satisfação de Deus e adorá-Lo, sem associar parceiros a Ele.

Muitas pessoas ao redor do mundo gastam horas incontáveis lendo e estudando os princípios do Islam. Debruçam-se sobre traduções dos significados do Alcorão e são seduzidos pela vida e pela época do Profeta Muhammad ?.  Muitos precisam apenas de um breve relance do Islam e se convertem imediatamente.  Outros reconhecem a verdade, mas esperam indefinidamente, às vezes a ponto de colocar sua vida futura em risco.

"E quem quer que almeje (impingir) outra religião, que não seja o Islam, (aquela) jamais será aceita e, no outro mundo, essa pessoa contar-se-á entre os desventurados."  (Alcorão 3:85)

5. Se converter ao Islam é o primeiro passo no estabelecimento de uma conexão duradoura com o Criador.

Cada membro da raça humana nasce sabendo de maneira inata que Deus é Único. O Profeta Muhammad ? disse que toda criança nasce em estado de fitrah [3], com o entendimento correto de Deus.[4] De acordo com o Islam, é um estado natural de ser no qual instintivamente se sabe que existe um Criador e naturalmente queremos adorá-Lo e agradá-Lo.  Entretanto, aqueles que não conhecem Deus ou não estabelecem uma relação com Ele, podem achar a existência humana intrigante e, às vezes, até angustiante.  Para muitos, permitir Deus em suas vidas e adorá-Lo de uma forma que O agrade dá um sentido completamente novo à vida.

"Em verdade, é na lembrança de Deus que o coração encontra conforto." (Alcorão 13:28)

Através de atos de adoração como a oração e as súplicas, começa-se a sentir que Deus está próximo, por meio de Seu conhecimento e sabedoria infinitos.  Um crente está seguro no conhecimento de que Deus, o Altíssimo, está acima dos céus e é confortado pelo fato de que Deus está com ele em todos os seus assuntos.  Um muçulmano nunca está sozinho.

"Ele bem conhece o que penetra na terra e tudo quanto dela sai; o que desce do céu e tudo quanto a ele ascende, e está convosco onde quer que estejais, e bem vê tudo quanto fazeis." (Alcorão 57:4)

6. Se converter ao Islam revela a misericórdia e perdão de Deus em relação à Sua criação. 

Como seres humanos frágeis frequentemente nos sentimos perdidos e sozinhos.  É então que nos voltamos para Deus e buscamos Sua misericórdia e perdão.  Quando nos voltamos para Ele em verdadeira submissão, Sua tranquilidade desce sobre nós.  Somos então capazes de sentir a qualidade de Sua misericórdia e vê-la manifesta no mundo ao nosso redor.  Entretanto, para adorar Deus, precisamos conhecê-Lo.  Se converter ao Islam abre o portal para esse conhecimento incluindo o fato de que o perdão de Deus não tem limites.

Muitas pessoas ficam confusas ou envergonhadas dos muitos pecados que cometeram durante suas vidas.  Se converter ao Islam elimina completamente esses pecados e é como se nunca tivessem acontecido.  Um novo muçulmano é tão puro quanto um bebê recém-nascido.

"Dize aos descrentes que, no caso de se arrependerem, ser-lhes-á perdoado o passado.  Por outra, caso persistam, que tenham em mente o escarmento dos antigos." (Alcorão 8:38)

Se depois de se converter ao Islam uma pessoa comete mais pecados, a porta para o perdão continua aberta.

"Ó vós que credes! Voltai, sinceramente arrependidos, a Deus; é possível que o vosso Senhor absolva as vossas faltas e vos introduza em jardins, abaixo dos quais correm os rios..."  (Alcorão 66:8)

7. Se converter ao Islam nos ensina que os testes e as tribulações fazem parte da condição humana.

Quando uma pessoa se converte ao Islam, ela começa a compreender que os testes, tribulações e triunfos dessa vida não são atos aleatórios de um universo cruel e desorganizado. Um verdadeiro crente compreende que nossa existência é parte de um mundo bem ordenado e que a vida se desenvolve exatamente da forma que Deus, em Sua sabedoria infinita, ordenou.  

Deus nos diz que seremos testados e nos aconselha a suportar nossos testes e tribulações pacientemente. Isso é difícil de entender, a menos que se abrace a unicidade de Deus, a religião do Islam, na qual Deus dá orientações claras sobre como se comportar diante de testes e tribulações. Se seguirmos essas orientações, encontradas no Alcorão e nas tradições autênticas do Profeta Muhammad ?, é possível suportar aflições com facilidade e até sermos gratos. 

"Certamente que vos poremos à prova mediante o temor, a fome, a perda dos bens, das vidas e dos frutos. Mas tu (ó Mensageiro), anuncia (a bem-aventurança) aos perseverantes." (Alcorão 2:155)

O Profeta Muhammad ? disse: "Um homem será testado de acordo com o nível de seu comprometimento religioso e as tribulações continuarão a afetar um servo de Deus até que caminhe na face da terra sem o fardo de qualquer pecado".[5]  Um muçulmano sabe com certeza que esse mundo, essa vida, não são mais que um lugar de passagem, uma parada na jornada para nossa vida eterna no inferno ou no paraíso.  Enfrentar o Criador sem o fardo do pecado é uma coisa maravilhosa, certamente merecedora dos testes que recaem sobre nós.

8. Se converter ao Islam responde às GRANDES perguntas da vida.

Um dos principais benefícios de se converter ao Islam é que remove a névoa. De repente a vida, e todos os seus altos e baixos, ficam mais claros e tudo faz sentido. As respostas às grandes perguntas que atormentam a humanidade por milênios são todas apresentadas. Em qualquer momento durante nossas vidas, quando estamos diante do precipício ou em uma encruzilhada, nos perguntamos: "É isso? Isso é tudo?" Bem, não. Não é tudo. O Islam responde às perguntas e nos pede que olhemos além do materialismo e vejamos que essa vida é pouco mais que uma parada transitória a caminho da vida eterna. O Islam dá um objetivo claro e um propósito para a vida.  Como muçulmanos somos capazes de encontrar respostas nas palavras de Deus, o Alcorão, e no exemplo de Seu mensageiro final, o Profeta Muhammad ?. 

Ser muçulmano indica submissão completa ao Criador e ao fato de que fomos criados apenas para adorar somente a Deus. Essa é a razão por que estamos aqui, nesse planeta giratório em um universo aparentemente infinito, adorar a Deus e somente a Deus. Se converter ao Islam nos liberta do único pecado potencialmente imperdoável, que é associar parceiros a Deus. 

"E não criei a Humanidade e os Jinns exceto para Me adorarem."  (Alcorão 51:56)

"Ó humanos, adorai a Deus. Não tendes outro deus exceto Ele."  (Alcorão 7:59)

Deve ser dito, entretanto, que Deus não precisa de nossa adoração. Se ninguém adorasse Deus, isso não diminuiria Sua glória de forma alguma, e se toda a humanidade O adorasse, não acrescentaria nada à Sua glória.[6]  Nós, humanos, precisamos do conforto e segurança de adorar a Deus.

9. Se converter ao Islam permite que cada aspecto da vida seja um ato de adoração. 

A religião do Islam foi revelada para o benefício de toda a humanidade, que existirá até o Dia do Juízo.  É um estilo de vida completo, não apenas algo praticado no final de semana ou em festivais anuais.  A relação de um crente com Deus é vinte e quatro horas por dia, sete dias da semana.  Não pára e começa.  Através de Sua infinita misericórdia, Deus nos forneceu uma abordagem holística da vida, que cobre todos os aspectos, espiritual, emocional e físico.  Não nos deixou sozinhos para tropeçar no escuro. Ao invés disso, Deus nos deu o Alcorão, um livro de orientação. Também nos deu as tradições autênticas do Profeta Muhammad ?, que explicam e expandem a orientação do Alcorão. 

O Islam atende e equilibra nossas necessidades físicas e espirituais.  Esse sistema, designado pelo Criador para a Sua criação, espera um alto padrão de comportamento, moralidade e ética, mas também permite que cada ato do ser humano seja transformado em adoração.  De fato, Deus ordena aos crentes que dediquem suas vidas a Ele. 

"Dize: De fato, minha oração, meu sacrifício, minha vida e minha morte são de Deus, o Senhor dos mundos." (Alcorão 6:162)

10. Se converter ao Islam harmoniza todos os relacionamentos. 

Deus sabe o que é melhor para Sua criação. Tem conhecimento total da psique humana. Consequentemente, o Islam define claramente os direitos e responsabilidades que temos em relação a Deus, nossos pais, cônjuges, filhos, parentes, vizinhos, etc. Dá ordem ao caos, harmonia em vez de confusão e substituição fricção e conflito por paz.  Se converter ao Islam permite que se enfrente qualquer e toda situação com confiança.  O Islam é capaz de nos guiar em todos os aspectos da vida, espiritual, político, familiar, social e corporativo.

Quando cumprimos nossa obrigação de honrar e obedecer a Deus, automaticamente adquirimos todos os modos e altos padrões de moralidade que o Islam exige. Se converter ao Islam significa se submeter à vontade de Deus e isso implica em honrar e respeitar os direitos da humanidade, todas as criaturas vivas e até o meio ambiente.  Devemos conhecer Deus e nos submeter a Ele, para tomarmos decisões que conquistarão Sua satisfação.

Concluindo, há um benefício de se converter ao Islam que faz de cada dia um prazer. Não importa as circunstâncias nas quais um muçulmano se encontra, ele está seguro no conhecimento de que nada nesse universo acontece sem a permissão de Deus.  Os testes, tribulações e triunfos são todos bons e se enfrentados com confiança total em Deus, levarão a uma conclusão feliz e a contentamento verdadeiro.  O Profeta Muhammad ? disse: "De fato os assuntos de um crente são surpreendentes! Todos são para seu benefício. Se lhe for concedida facilidade é agradecido e é bom para ele. E se for afligido com dificuldade e persevera, é bom para ele."[7]

Notas de rodapé:

[1] Saheeh Muslim

[2] Taghut - palavra árabe que cobre uma ampla gama de significados. Basicamente é qualquer coisa adorada além do Deus Verdadeiro e inclui satanás, demônios, ídolos, pedras, estrelas, o sol ou a lua, anjos, seres humanos, túmulos de santos, governantes e líderes.

[3] Fitrah – a condição mais pura e natural.

[4] Saheeh Muslim

[5] Ibn Majah.

[6] The Purpose of Creation (O Propósito da Criação) do Dr. Abu Ameena Bilal Phillips.

[7] Saheeh Muslim

Fonte: IslamReligion


You have no rights to post comments