Islam e Ciência - Compatíveis?

solar system 11188 640

Qual é o ponto de vista islâmico quanto à educação, ciência e tecnologia?

A estrutura do pensamento islâmico representa uma visão abrangente da vida e do universo. Um muçulmano é, portanto, obrigado a adquirir tanto o conhecimento religioso como o mundano. Na verdade, o Islam defendeu o conhecimento numa época em que o mundo inteiro estava envolto na ignorância. Numa questão de anos, a primeira geração de muçulmanos tornou-se um povo educado e refinado, pois o Islam tinha despertado neles a faculdade do intelecto. Esses primeiros muçulmanos entendiam, a partir dos ensinamentos da sua religião, que o conhecimento útil é necessário para o benefício de si mesmo e da humanidade. Assim, eles buscaram por conhecimento a tal ponto que superaram outras nações em termos de desenvolvimento e produtividade e carregaram a tocha da civilização por muitos séculos.

A história muçulmana está repleta de exemplos de criatividade científica e cultural. Os muçulmanos herdaram o conhecimento das nações que vieram antes deles, desenvolveram-no e colocaram no contexto de um quadro moral preciso. A bolsa de estudos muçulmana fez uma contribuição vital para o enriquecimento e progresso da civilização humana.

Enquanto a Europa ainda estava na idade das trevas, os muçulmanos religiosos estavam a fazer grandes avanços nas áreas da medicina, matemática, física, astronomia, geografia, arquitetura, literatura, história e documentação, mencionando apenas algumas. Muitos novos procedimentos importantes foram transmitidos à Europa medieval a partir de regiões muçulmanas, como os algarismos árabes com o princípio do zero – vital para o avanço da matemática – e o uso da álgebra. Instrumentos sofisticados, incluindo o astrolábio e o quadrante, bem como bons mapas de navegação, foram inicialmente desenvolvidos pelos muçulmanos. Só depois das pessoas perderem de vista as suas crenças e obrigações religiosas é que os alcances científicos do mundo muçulmano acabaram e caíram na obscuridade.

Da mesma forma, o Islam não se opõe atualmente a quaisquer invenções modernas que sejam benéficas para a humanidade. É suficiente que estas sejam utilizadas em nome de, e por, Deus. Na verdade, máquinas, instrumentos e dispositivos não têm nenhuma religião ou pátria. Eles podem ser usados ??tanto para bons objetivos como para maus objetivos, e a forma como eles são usados ??pode afetar grande parte da população da Terra. Mesmo algo tão simples como um copo pode ser preenchido tanto com uma bebida nutritiva ou com um veneno. A televisão pode oferecer educação ou imoralidade. Cabe ao usuário decidir, e um muçulmano é ordenado a fazer bom uso de todos os meios à sua disposição enquanto que lhe é proibido causar dano a si mesmo ou aos outros. A não utilização dos meios adequados para um benefício é, realmente, uma depreciação dos ensinamentos islâmicos.

Um governo verdadeiramente islâmico é obrigado, na melhor das suas capacidades, a fornecer todos os meios que promovam a educação adequada dos seus cidadãos. A educação é um direito de todos os indivíduos e o dever moral exigido de todos os muçulmanos capazes. Todos os indivíduos capazes, inteligentes e hábeis numa sociedade islâmica são obrigados a educar-se, não só quanto a fundamentos da sua religião, mas também quanto a assuntos mundanos necessários. Além disso, é obrigatório para as pessoas qualificadas estudar todos os campos de conhecimento benéfico. Por exemplo, visto que uma sociedade precisa de médicos, torna-se obrigatório para algumas pessoas ir para o campo da medicina para atender as necessidades da sociedade.

Os avanços na ciência e tecnologia estão entre as formas e meios para alcançar o desenvolvimento do mundo muçulmano. O Islam exorta os muçulmanos a buscar o conhecimento, no sentido mais amplo da palavra. O Profeta Muhammad ? disse: “A busca do conhecimento é uma obrigação para todos os muçulmanos.” [Narrado por Ibn Majah] Ele também disse: “Para aquele que andar no caminho para o conhecimento, Deus irá facilitar o caminho para o Paraíso.” [Narrado por Muslim] E o Alcorão contém numerosas referências ao conhecimento e à sua importância, tais como:

“Por certo, na criação dos céus e da terra, e na alternância da noite e do dia, há sinais para os dotados de discernimento.” [3:190]

“Dize: ‘Igualam-se os que sabem e os que não sabem?’” [39:9]

“Allah elevará, em escalões, os que crêem dentre vós, e àqueles aos quais é concedida a ciência.” [58:11]

Versículos do Alcorão incentivam o estudo e a contemplação do universo que nos rodeia e o Islam foca-se particularmente nas ciências que dão aos seres humanos a capacidade de beneficiar o mundo à sua volta. Sem deixar de incentivar a investigação, o Alcorão contém referências a uma variedade de assuntos que têm sido descobertos como cientificamente precisos. Este é o cumprimento da declaração de Deus mais de 14 séculos atrás:

“Fá-los-emos ver Nossos sinais nos horizontes e neles mesmos, até que se torne evidente, para eles, que ele, Alcorão, é a Verdade.” [41:53]

Assim, quando um muçulmano tem uma intenção sincera e saudável para obter conhecimento, este também terá um efeito positivo sobre a sua fé. Pois o conhecimento reforça a evidência textual da existência do Criador Todo-Poderoso e auxilia na apreciação das muitas alusões científicas encontradas no Alcorão.

Não houve um único fato científico estabelecido que contradissesse os ensinamentos do Islam. O que quer que a ciência moderna descubra só aumenta o conhecimento do muçulmano quanto à magnífica criação de Deus. Assim, o Islam encoraja ativamente os esforços científicos e o estudo dos sinais de Deus na natureza. Este também encoraja avanços tecnológicos benéficos e permite que as pessoas desfrutem dos produtos do engenho humano.

Para um muçulmano, o conflito entre ciência e religião é uma impossibilidade, pois a religião vem de Deus e e também o Seu sistema de criação e desenvolvimento. A abordagem moderna, puramente materialista para o avanço científico e tecnológico tem, efetivamente, concedido ao homem uma medida de conforto físico, mas não conforto mental ou espiritual. O Islam defende a incorporação do conhecimento dentro de um sistema de valores justo e equilibrado, onde tudo o que seja benéfico para a melhoria espiritual e mundana é incentivado e defendido.

 

Fonte: http://goo.gl/Q9QXgh


You have no rights to post comments