Dia Vinte e Um: A Preferência das Últimas Dez Noites

Dia Vinte e Um: A Preferência das Últimas Dez Noites

Meus irmãos: As últimas dez noites do Ramadan nos chegaram, nelas há grandes recompensas e virtudes.

Um grande atributo desses últimos dez dias é que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) trabalhou mais duro na adoração neles do que em qualquer outro momento. É narrado em Muslim de Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) que o Profeta se esforçava nesses últimos 10 dias mais do que em qualquer outro momento. Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) disse: “Quando chegavam os últimos 10 dias, ele costumava ‘apertar seu izar’ e ficar acordado a noite toda em adoração e acordar suas esposas”. (Sahihein) O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava combinar oração e sono nas primeiras 20 noites, mas nas últimas 10 ele se preparava para trabalhar duro e “apertar seu izar” (isto é, ficar longe de suas esposas).


Portanto, nesses ahadiths há provas da virtude dessas últimas 10 noites, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) se esforçava mais do que o normal em sua adoração. E ele combinava entre oração, recitar o Alcorão, fazer dhikr, dar caridade e outras formas de adoração. Ele também costumava “apertar seu izar”, o que significa que ele ficaria longe das esposas para se libertar da oração e do dhikr. Outra prova de sua virtude é que ele costumava ficar acordado à noite, orando, recitando o Alcorão e fazendo dhikr com seu coração, língua e membros, devido à grandeza dessas noites, e buscando a Laylatul-Qadr – a noite na qual aquele que adora nela com eman e buscando recompensa será perdoado por todos os seus pecados anteriores. O que fica claro a partir desses ahadith é que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava fazer diferentes tipos de adoração nesta noite, recitando o Alcorão, orando e também comendo suhur, etc. Portanto, não há contradição entre esse fato e o hadith narrado em Sahih Muslim de Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) no qual ela disse: “Eu nunca o vi rezar a noite toda até a manhã”.

Outra prova da virtude dessas noites é que ele costumava acordar suas esposas para fazer atos de adoração nelas, porque elas estavam na presença de uma chance de uma vida. Portanto, não é aceitável que um muçulmano sadio passe essa grande oportunidade, ele e sua família, porque são apenas algumas noites. Talvez uma pessoa seja feliz nesta vida e na próxima por causa desta única noite.

E das enormes depravações e perdas é que você vê alguns muçulmanos desperdiçando seu tempo em assuntos inúteis nesta noite valiosa, e quando é hora de rezar, eles dormem. Eles perderam muitas coisas boas e não há garantia de que terão essa chance novamente. Isso é dos truques do Shaitan. A pessoa sã não aceitaria o Shaitan como um aliado, sabendo o quanto Shaitan nos odeia, e isso vai contra a lógica e o imaan.

Das questões especiais deste mês são que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) faria itikaf nele. Itikaf é ficar no masjid para liberar seu tempo para adorar a Allah. Esta é uma sunnah confirmada no Alcorão e Ahadith. Allah diz: “Em seguida, completai o jejum até o anoitecer. E não vos junteis a elas, enquanto estiverdes em retiro nas mesquitas” [2:187]. E o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fez itikaaf e seus companheiros o seguiram nisso. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Eu fiz itikaaf nos primeiros 10 dias do Ramadan procurando esta noite, depois nos 10 dias do meio, então me disseram que é nos últimos 10 dias. Então, quem quiser fazer itikaaf que o faça.” (Muslim)

É narrado nos Sahihein de Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) que ela disse: “O Profeta fez itikaaf nos últimos 10 dias do Ramadan até sua morte. Depois, suas esposas seguiram-no ao fazer itikaaf.” Aisha relatou que quando o Profeta queria fazer itikaaf, ele orava o Fajr e depois entrava em seu lugar de itikaaf, então Aisha pedia permissão para entrar e ele dava permissão para ela entrar, e ela montava uma tenda para ficar. Hafsa pediu permissão para entrar e também montou uma tenda e o mesmo aconteceu com Zainab. Então, quando o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) viu essas tendas, ele disse: “O que é isto?” Disseram: “Elas foram montadas para Aisha, Hafsa e Zainab”. Ele disse: “Elas pretendiam virtude com isto? Desmontem-nas para que eu não as veja”. Então elas foram desmontadas e ele deixou seu itikaaf no Ramadan. Então, ele fez itikaaf nos primeiros 10 dias de Shawwal. (Bukhari e Muslim) O Imam Ahmad disse: “Não conheço nenhum dos ‘ulama que tenha discordado que itikaaf é Sunnah”.

O objetivo do itikaaf é ficar longe das pessoas para adorar Allah no masjid buscando recompensa e a Laylatul-Qadr. Portanto, a pessoa deve estar ocupada em adoração e não deve perder tempo conversando, exceto em assuntos úteis com sua família ou amigos. A prova está no hadith de Umm al Mumineen Safiya (que Allah esteja satisfeito com ela): “O Profeta estava fazendo itikaaf, então eu o visitei à noite, então conversei com ele e levantei-me para sair. Então, o Profeta levantou-se comigo.” (Muttafaq ‘alaih)

As relações conjugais são proibidas para a pessoa que faz itikaaf, tal como aquilo que a leva a beijar ou tocar. Quanto ao deixar o masjid com apenas parte do corpo, é permitido por causa dos ahadith nos quais Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) diz: “O Profeta costumava colocar a cabeça fora do masjid e eu lavava-lhe os cabelos enquanto estava menstruada.” (Bukhari)

Quanto a sair do masjid, é de três maneiras.

Primeira: Sair por necessidade, como para usar o banheiro, fazer wudu ou ghusl e comer e beber. Tudo isso é permitido, a menos que possa ser feito no masjid.

Segunda: Sair para realizar uma ação justa que seja opcional, como visitar um doente ou seguir uma janaza, etc. Ele não deve fazer isso. Se ele quiser visitar uma pessoa doente, ou temer que a pessoa doente morra, ele pode fazer uma condição para sair no início do itikaaf, e isso é permitido.

Terceira: Sair por algo inconsistente com o itikaaf, como comprar e vender, ter relações com sua esposa, etc … Isso não deve ser feito, mesmo que uma condição seja feita antes do itikaaf, e isso quebra o itikaaf da pessoa.

Uma das melhores coisas sobre essas noites é que elas contêm a Laylatul-Qadr, que é melhor que 1000 meses. Então perceba a virtude dessas noites e não as desperdice.

Continua amanhã…

Siyam e Ramadan