Definindo um Horário para o Iqamah

Definindo um Horário para o Iqamah

Orientação sobre definir um horário para o iqaamah da oração de maneira que o tempo não seja mais longo ou mais curto do que o horário especificado

Estou morando nos Estados Unidos, e a mesquita em nossa cidade está muito empenhada em organizar atividades para servir a comunidade local, mas eu sinto que tudo está sujeito a programação, e talvez não haja necessidade disso ou talvez não seja permitido.


Por exemplo, as orações de Fajr, Maghrib e ‘Isha estão programadas para durar sempre 15 minutos, e se o imam difere disso, a administração pode repreendê-lo de uma forma que não é condizente com a posição do imam. A situação foi tão longe que, se chegarmos tarde para a oração, eles dizem que isso não importa, porque o imam pode estar em tal e tal rak’ah. Um dos meus amigos cronometrou o tempo da oração ‘Isha: é sempre cinco minutos para a primeira rak’ah, cinco minutos para a segunda rak’ah, e cinco minutos para as duas últimas rak’ahs combinadas.

É permitido com que a oração seja dividida dessa forma e que o imam seja obrigado a sempre fazê-la em 15 minutos?

Louvado seja Deus. 

O muçulmano – quer seja um imam ou alguém rezando atrás de um imam – deve sempre estar disposto a orar como o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava rezar, de acordo com as palavras do Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam com ele): “Ore como você me viu orando.” Narrado por al-Bukhari (631). E não se deve introduzir nada na oração, especialmente aquilo para o qual não há nenhuma base na religião de Allah e que não era a prática das pessoas de antes.

Sheikh al-Islam Ibn Taymiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse: O melhor para o imam é se esforçar para imitar a maneira em que o Mensageiro de Allah (que paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava levar seus companheiros em oração. Na verdade, isto é o que está prescrito e é ordenado pelos principais estudiosos… Então o imam geralmente deve fazer o que o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava fazer. Se houver um interesse em torná-la mais do que isso, ou menos que isso, ele pode fazê-lo, como o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava, às vezes, fazer a oração mais longa ou mais curta. 

Fim de citação de Majmoo ‘al-Fataawa (22/315-318)

Do que foi mencionado sobre a oração na referida mesquita, existem várias coisas que são contrárias à Sunnah, incluindo o seguinte:

Primeiro:

Programar cada oração para um momento específico é, sem dúvida, contrário à Sunnah do Profeta; além disso, é uma inovação que não era a prática das gerações anteriores e não é conhecida pelos imams de orientação nem pelos principais estudiosos muçulmanos ao longo dos tempos, o que se sabe, é diferente disto.

Segundo:

Fazer a oração do Fajr com comprimento igual ao Maghrib e ‘Isha é contrário à Sunnah que foi narrada a partir do Mensageiro de Allah (que as bênçãos e paz de Allah estejam sobre ele).

A prática usual do Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) era fazer a oração Fajr longa, a oração ‘Isha moderada e oração Maghrib breve, como foi narrado por an-Nasaa’i (982) a partir de Sulaymaan ibn Yasaar que Abu Hurayrah disse: Eu nunca orei atrás uma pessoa cuja oração lembrasse tanto a oração do Mensageiro de Allah (as bênçãos e paz de Allah estejam sobre ele) do que Fulano. Sulaymaan disse: Ele costumava fazer as duas primeiras rak’ahs de Zuhr longas e as duas últimas breves, ele fazia a oração ‘Asr breve, recitava as suratas de al-Mufassal curtas na Maghrib, e as recitava médias na oração ‘Isha’, e recitava as suratas de al-Mufassal longas na oração Fajr.

Classificado como sahih por al-Albani em Sahih an-Nasaa’i. Consulte também a resposta à pergunta nº 162900

Terceiro:

Fazer a primeira rak’ah do ‘Isha ou de qualquer outra oração no mesmo comprimento a segunda rak’ah, e definir isso em termos de minutos, também é introduzir algo contrário à Sunnah, pois o que o Profeta (que a  paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava fazer era tornar a primeira rak’ah mais longa do que qualquer outra. Por favor, veja a resposta à pergunta nº 171060.

Quarto:

Fazer o imam, persistentemente, realizar a oração de uma forma contrária ao que é narrado na Sunnah, e levá-lo a fazer desse modo, se ele é contrário a isso – além de ir contra a Sunnah – é um desrespeito para com aquele que está liderando você em oração e o força a fazer algo que ele não é obrigado a fazer; é contrário à condição do ato de adoração e ao que se espera, que é honrar quem está diante dos fiéis para levá-los em oração, quem deveria ser uma das pessoas do povo do Alcorão ou deveria ser o mais conhecedor dos adoradores do Alcorão. Isto se afasta de tudo que é esperado e torna (a liderança do imam) mais como trabalho administrativo puramente de rotina. Assim, torna-se como um trabalho com regras e normas que o imam talvez ature por causa do que ele recebe como um salário e um meio de subsistência.

O que você deve fazer é aconselhar a administração da mesquita e chegar a um acordo com eles sobre esta questão, com base na sabedoria e bondade, de modo que a mesquita vai dar atenção à Sunnah da melhor maneira e aderir a ela.

No que diz respeito a definir um horário entre o adhaan e iqaamah para cada oração da forma que melhor atenderá os interesses de todos, não nos parece que haja nada de errado nisso; na verdade a maioria das mesquitas faz isso, definir um horário para o iqaamah, de modo que as pessoas vão saber o horário da oração e não vão perdê-la.

Para mais informações sobre isso, por favor, veja a resposta à pergunta nº 160000

E Allah sabe mais.

Fonte: http://islamqa.info/en/185568

Salah e Tahara