Al Nur (النور) A Luz

Al Nur (النور) A Luz
Compartilhe

Significado de Al Nur

O que Ilumina, Aquele que Revela, Aquele que Guia.

Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ chama-se An-Nur (em árabe: ٱلْنُّورُ), significando Aquele que ilumina e revela a luz divina de todos os mundos. Sua luz ilumina o coração e fornece clareza e orientação. Quem virar as costas para a verdadeira luz ficará nas trevas.

Raiz Árabe

Da raiz nun-waw-ra (ن و ر), que tem as seguintes conotações do árabe clássico: dar luz, iluminar, preencher de luz, esclarecer, revelar, tornar visível, florescer, ser flamejante, resplandecente e aparente aos sentidos e aconselhar.

A Luz de Allah descrita

A luz de Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ conforme descrito no hadith e no Alcorão, Abu Mussa relatou: O Mensageiro de Allah ﷺ estava entre nós e nos disse cinco coisas: Em verdade, o Allah Exaltado e Poderoso não dorme, e não lhe convém dormir. Ele abaixa a balança e a levanta. As ações da noite são levadas a Ele antes das ações do dia, e as ações do dia antes das ações da noite. Seu véu é a luz. No hadith narrado por Abu Bakr (em vez da palavra “luz”), é fogo. Se ele o retirar (o véu), o esplendor do Seu semblante consumiria a Sua criação até onde a Sua visão alcançasse. [1]

Mussa (as) foi o único Profeta que falou com Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ, e em sua conversa, Ele perguntou se poderia vê-lo: E, quando Moisés chegou a Nosso tempo marcado, e seu Senhor lhe falou, disse: “Senhor meu! Faze-me ver-Te, que Te olharei.” Ele disse: “Não Me verás, mas olha para a Montanha; se permanecer em seu lugar, ver-Me-ás.” E, quando seu Senhor se mostrou à Montanha, fê-la em pó, e Moisés caiu fulminado. E, quando voltou a si, disse: “Glorificado sejas! Volto-me arrependido para Ti e sou o primeiro dos crentes.” (Alcorão 7:143)

Assim, aprendemos que a luz de Allah é muito poderosa para ser testemunhada: “As vistas não O atingem enquanto Ele atinge todas as vistas. E Ele é O Sutil, O Conhecedor.” (Alcorão 6:103)

As várias interpretações

Pode ser óbvio, mas vale a pena mencionar. Quando dizemos que Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ é Al-Nur (A Luz), isso não significa no sentido literal. A luz que vemos é criada e não é eterna. Ele é emitido, absorvido, refletido e refratado. A maioria dos estudiosos concorda que é um nome e atributo de Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ deve ser entendido pelas consequências e pelas propriedades da luz. A luz ilumina, torna as coisas visíveis e mostra o caminho através da escuridão. Isso leva a muitas interpretações do nome Al-Nur que exploraremos em detalhes.

A primeira compreensão é através da Sua capacidade de manifestar a criação. A escuridão é a ausência de luz; quando não temos luz, o que resta são trevas. Da mesma forma, pode-se dizer que se algo não existia, estava oculto ou desconhecido. Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ tem o poder de torná-los visíveis ou conhecidos, criando-os. Pode parecer paradoxal, mas o estado natural da existência é o nada.

Não podemos compreender o que é o nada absoluto, mas esse é o estado de onde vêm todas as coisas – é a origem. As pessoas assumem erroneamente que a vida é apenas o arranjo de átomos e moléculas, mas quem criou os átomos e as moléculas? Quem foi o responsável pelo seu arranjo perfeito e ordenado? O que mantém tudo funcionando e permite que permaneçam? A única conclusão lógica para esta questão é Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ. Sem Ele dizer, kun fa-yakoon: “Sê, e é!” Alcorão 36:82, nada aconteceria.

Uma segunda interpretação é a manifestação da luz; torna as coisas que estão ocultas – visíveis. Sua luz opera em muitos níveis. Não há nada que possa ser escondido d’Ele. Ele é o Al-Basir (Onividente) e As-Sami (Oniouvinte). Sua luz revela e nada escapa à Sua vista. “E Ele tem as chaves do Invisível; ninguém sabe delas senão Ele. E Ele sabe o que há na terra e no mar. E nenhuma folha tomba sem que Ele saiba disso, e não há grão algum nas trevas da terra nem algo, úmido nem seco, que não estejam no evidente livro.” (Alcorão 6:59)

Ele também ilumina a humanidade através do Seu livro e dos Seus Mensageiros (que a paz esteja com eles). Ele é um guia para aqueles que estão perdidos. Então, nesse sentido, Ele ilumina a luz. Da escuridão da inexistência à luz da existência, do não guiado ao guiado.

يَـٰٓأَهۡلَ ٱلۡكِتَٰبِ قَدۡ جَآءَكُمۡ رَسُولُنَا يُبَيِّنُ لَكُمۡ كَثِيرٗ ا مِّمَّا كُنتُمۡ تُخۡفُونَ مِنَ ٱلۡكِتَٰبِ وَيَعۡفُواْ عَن كَثِيرٖۚ قَدۡ جَ آءَكُم مِّنَ ٱللَّهِ نُورٞ وَكِتَٰبٞ مُّبِينٞ

yaaa Ahlal kitaabi qad jaaa’akum Rasoolunaa yubaiyinu lakum kaseeram mimmmaa kuntum tukhfoona minal Kitaabi wa ya’foo ‘an kaseer; qad jaaa’akum minal laahi noorunw wa Kitaabum Mubeen

“Ó seguidores do Livro! Com efeito, Nosso Mensageiro chegou-vos, para tornar evidente, para vós, muito do que havíeis escondido do Livro, e para abrir mão de muito disso. Por certo, chegou-vos de Allah uma luz e evidente Livro.” – (Alcorão 5:15)

A escuridão interior

Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ descreve-se no versículo 35 da Surah Nur como a “luz do céu e da terra”. Tudo o que vem d’Ele vem através da Sua luz. Em contraste, Shaikh Tosun Bayrak menciona como “a luz da fé elimina as trevas da infidelidade e do pecado dentro e fora, trazendo-nos à luz da Verdade, da salvação e da serenidade. O diabo e o ego, são aqueles que gostam de operar nas trevas e entrar em casas escuras, não entrarão naquela casa Divina, o coração iluminado pela luz da Fé.”

A escuridão no crente é o seu ego. Chama-nos a buscar prazeres e coisas proibidas para nos afastar de Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ. Podemos trazer luz para nossa vida e para o mundo, em geral, seguindo os mandamentos de Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ. Mantendo laços de parentesco, espalhando a paz, oprimindo os males, dando presentes, alimentando amigos e vizinhos, rezando salah, lembrando-nos d’Ele em nossas orações, dando zakat aos necessitados, sendo pacientes, praticando a gratidão, respeitando e defendendo os direitos dos pais, crianças e mulheres. Esta é a orientação de Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ que ilumina os corações.

۞ٱللَّهُ نُورُ ٱلسَّمَٰوَٰتِ وَٱلۡأَرۡضِۚ مَثَلُ نُورِهِۦ كَمِشۡكَوٰةٖ فِي هَا مِصۡبَاحٌۖ ٱلۡمِصۡبَاحُ فِي زُجَاجَةٍۖ ٱلزُّجَاجَةُ كَأَنَّهَا كَوۡكَ بٞ دُرِّيّٞ يُوقَدُ مِن شَجَرَةٖ مُّبَٰرَكَةٖ زَيۡتُونَةٖ لَّا شَرۡقِيَّةٖ وَلَا غَرۡبِيَّةٖ يَكَادُ زَيۡتُهَا يُضِيٓءُ وَلَوۡ لَمۡ تَمۡسَسۡهُ نَارٞ نُّ ورٌ عَلَىٰ نُورٖۚ يَهۡدِي ٱللَّهُ لِنُورِهِۦ مَن يَشَآءُۚ وَيَضۡرِبُ ٱللَّهُ ٱ لۡأَمۡثَٰلَ لِلنَّاسِۗ andَٱللَّهُ بِكُلِّ شَيۡءٍ عَلِيمٞ

Allahu noorus samaawaati wal ard; masalu noorihee kamishkaatin feehaa misbaah; almisbaahu fee zujaajatin azzujaajatu ka annahaa kawkabun durriyyuny yooqadu min shajaratim mubaarakatin zaitoonatil laa shariqiyyatinw wa laa gharbiyyatiny yakaadu zaituhaa yudeee’u wa law lam tamsashu naar; noorun ‘alaa noor; yahdil laahu linoorihee mai yashaaa’; wa yadribul laahul amsaala linnaas; wallaahu bikulli shai’in Aleem

“Allah é a luz dos céus e da terra. O exemplo de Sua luz é como o de um nicho, em que há uma lâmpada. A lâmpada está em um cristal. O cristal é como se fora astro brilhante. É aceso pelo óleo de uma bendita árvore olívea, nem de leste nem de oeste; seu óleo quase se ilumina, ainda que o não toque fogo algum. É luz sobre luz. Allah guia a Sua luz a quem quer. E Allah propõe, para os homens, os exemplos. E Allah, de todas as cousas, é Onisciente.” – (Alcorão 24:35)

Súplica do Profeta Muhammad ﷺ

Podemos pedir a Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ que nos abençoe com Sua luz, assim como o Profeta Muhammad ﷺ ensinou os sahabah. [2]

اللَّهُمَّ اجْعَلْ فِي قَلْبِي نُورًا وَفِي سَمْعِي نُورًا وَعَنْ يَمِينِي نُورًا وَ عَنْ يَسَارِي نُورًا وَفَوْقِي نُورًا وَتَحْتِي نُورًا وَأَمَامِي نُورًا وَخَلْفِي نُ رًا وَأَعْظِمْ لِي نُورًا

Allaahummaj’al fee qalbee nooran, wa fee sam’ee nooran, wa an yamini nooran, wa an yasari nooran, wa fawqi nooran, wa tahti nooran, wa amami nooran, wa khalfi nooran, wa a’dhim lee nooran.

“Ó Allah, coloque luz em meu coração e luz em minha audição e luz à minha direita e luz à minha esquerda e uma luz acima de mim e uma luz abaixo de mim e uma luz na minha frente e uma luz atrás de mim e faça minha luz perfeita.”

Refletindo sobre sua luz

Cada pessoa tem uma luz que emana dela. A intensidade com que brilha é determinada pelo seu caráter íntegro e pela retidão das suas ações. Todo bem que você faz ilumina o caminho em direção ao paraíso, e todo mal o escurece. A intenção do crente, então, deveria ser focar em maneiras pelas quais seu ser é como uma mariposa para uma chama, atraindo outros por causa de sua luz e bondade.

يَوۡمَ تَرَى ٱلۡمُؤۡمِنِينَ وَٱلۡمُؤۡمِنَٰتِ يَسۡعَىٰ نُورُهُم بَيۡنَ أَيۡدِي هِمۡ وَبِأَيۡمَٰنِهِمۖ بُشۡرَىٰكُمُ ٱلۡيَوۡمَ جَنَّـٰتٞ تَجۡرِي مِن تَحۡتِ هَا ٱلۡأَنۡهَٰرُ خَٰلِدِينَ فِيهَاۚ ذَٰلِكَ هُوَ ٱلۡفَوۡزُ ٱلۡعَظِيمُ يَوۡمَ يَقُولُ ٱلۡمُنَٰفِقُونَ وَٱلۡمُنَٰفِقَٰتُ لِلَّذِينَ ءَامَنُواْ ٱنظُرُ اۖ فَضُرِبَ بَيۡنَهُم بِسُورٖ لَّهُۥ بَابُۢ بَاطِنُهُۥ فِيهِ ٱلرَّحۡمَةُ و َظَٰهِرُهُۥ مِن قِبَلِهِ ٱلۡعَذَابُ

(12) Yawma taral mu’mineena walmu’minaati yas’aa nooruhum baina aydeehim wa bi aymaanihim bushraakumul yawma jannaatun tajree min tahtihal anhaaru khaalideena feeha; zaalika huwal fawzul ‘azeem (13) Yawma yaqoolul munaafiqoona walmunaafiqaatu lil lazeena aamanu unzuroonaa naqtabis min noorikum qeelarji’oo waraaa’akum faltamisoo nooran faduriba bainahum bisooril lahoo baabun, baatinuhoo feehir rahmatu wa zaahiruhoo min qibali oi-‘azaab

“Um dia, quando vires os crentes e as crentes, com sua luz que lhes correrá adiante e à direita, dir-se-lhes-á: “Vossas alvíssaras, hoje, são Jardins, abaixo dos quais correm os rios; nesses, sereis eternos. Esse é o magnífico triunfo” Um dia, quando os hipócritas e as hipócritas disserem aos que creram: “Esperai por nós, nós adquiriremos algo de vossa luz”, dir-se-lhes-á: “Para trás, retornai e requestai luz, em outro lugar.” Então, estender-se-á, entre eles, uma grade com porta; em seu interior, haverá a misericórdia, e, em seu exterior, defronte, haverá o castigo.” – (Alcorão 57:12-13)

Peça perdão a Allah سُبْحَٰنَهُۥ وَتَعَٰلَىٰ e aumente sua luz para que não soframos o destino daqueles que ficam para trás porque sua luz era muito fraca.

يَـصُوح ًا عَسَىٰ رَبُّكُمۡ أَن يُكَفِّرَ عَنكُمۡ سَيِّـَٔاتِكُمۡ وَيُدۡخِلَكُمۡ ج َنَّـٰتٖ تَجۡرِي مِن تَحۡتِهَا ٱلۡأَنۡهَٰرُ يَوۡمَ لَا يُخۡزِي ٱللَّهُ ٱلنَّب ِيَّ وَٱلَّذِينَ ءَامَنُواْ مَعَهُۥۖ نُورُهُمۡ يَسۡعَىٰ بَيۡنَ أَيۡدِيهِمۡ وَ بِأَيۡمَٰنِهِمۡ يَقُولُونَ رَبَّنَآ أَتۡمِمۡ لَنَا نُورَنَا وَٱغۡفِرۡ لَنَآۖ إِرۡ َّكَ عَلَىٰ كُلِّ شَيۡءٖ قَدِيرٞ

Yaaa ayyuhal lazeena aamanoo toobooo ilal laahi tawbatan nasoohan ‘asaa rabbukum any-yukaffira ‘ankum sayyi aatikum wa yudkhilakum jannaatin tajree min tahtihal anhaaru yawma laa yukhzil laahun nabiyya wallazeena aamanoo ma’ahoo nooruhum yas’aa baina ayde ehim wa bi aymaanihim yaqooloona rabbanaaa atmim lanaa nooranaa waghfir lana innaka ‘alaa kulli shai’in qadeer

“Ó vós que credes! Voltai-vos arrependidos para Allah, com arrependimento sincero. Quiçá, vosso Senhor vos remita as más obras e vos faça entrar em Jardins, abaixo dos quais correm os rios, um dia, em que Allah não ignominiará ao Profeta e aos que, com ele, crêem. Sua luz lhes correrá adiante e á direita. Dirão: ‘Senhor nosso! Completa, para nós, nossa luz, e perdoa-nos. Por certo, Tu, sobre todas as cousas, és Onipotente.'”— (Alcorão 66:8)

Referências

[1] Sahih Muslim 179c
[2] Sahih (Al-Albani) Al-Adab Al-Mufrad 695 | existem variações, veja também Sahih Bukhari 6316 e/ou Jami at-Tirmidhi 3419

Fonte: My Islam – An Noor

Saiba mais sobre outros Nomes aqui.


Compartilhe

O Islam

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *